Unimedrol 500MG

Unimedrol 500MG

Confira para que serve Metilprednisolona vendido comercialmente com o nome de Unimedrol
Fabricante: Uniao Química
EAN: 7896006275763
Código MS: 1049711320029
De R$ 98,10 Por R$ 87,59
2x R$ 43,80
ou R$ 84,96 no pagamento à vista
Este produto está indisponível para compra
Unimedrol 500MG É UM MEDICAMENTO. SEU USO PODE TRAZER RISCOS. PROCURE UM MÉDICO OU UM FARMACÊUTICO. LEIA A BULA.

Unimedrol 500mg injetável

Princípio ativo: Metilprednisolona

Para que serve Unimedrol 500mg - Metilprednisolona

Unimedrol 500mg - Metilprednisolona é indicado para tratar distúrbios endócrinos, como insuficiência adrenocortical primária ou secundária e Insuficiência adrenocortical aguda que ambos distúrbios são tratados com a hidrocortisona ou a cortisona.
Unimedrol 500mg - Metilprednisolona é indicado para antes de cirurgias ou em caso de trauma ou doença grave, especialmente em pacientes com insuficiência supra- renal comprovada.
Unimedrol 500mg - Metilprednisolona é indicado para tratar caos de hiperplasia adrenal congênita, tireoidite não supurativa e hipercalcemia associada a câncer.
Unimedrol 500mg - Metilprednisolona é indicado como terapia adjuvante a curto prazo de casos de bursite aguda e subaguda, epicondilite, tenossinovite aguda, artrite gotosa aguda, artrite psoriática, espondilite anquilosante, osteoartrite pós- traumática, sinovite de osteoartrite, artrite reumatóide, reumatóide juvenil.
Unimedrol 500mg - Metilprednisolona também pode ser utilizado para tratar doenças do colágeno que ocorrem em períodos de exacerbação. Unimedrol 500mg - Metilprednisolona pode ser utilizado como terapia de manutenção em casos selecionados de lupus eritematoso sistêmico (e nefrite lúpica); dermatomiosite sistêmica (polimiosite); cardite reumática aguda; poliarterite nodosa; Síndrome de Goodpasture.
Unimedrol 500mg - Metilprednisolona pode ser utilizado para tratar doenças dermatológicas como pênfigo, dermatite esfoliativa, dermatite herpetiforme bolhosa, micose fungóide, eritema multiforme grave, psoríase grave e dermatite seborréica grave, ou para tratar doenças oftálmicas como herpes zóster oftálmico, retinite ou neurite óptica, oftalmia simpática, conjuntivite alérgica, irite, iridociclite, uveíte difusa, coroidite; úlceras marginais da córnea e queratite.
Unimedrol 500mg - Metilprednisolona pode ser utilizado para controlar condições alérgicas graves ou incapacitantes, que não respondem adequadamente ao tratamento convencional, como asma brônquica, dermatite atópica, rinite alérgica, dermatite de contato, doença do soro, reações de hipersensibilidade a medicamentos, reações após umas transfusão de sangue como urticária, edema agudo não infeccioso de laringe.
Unimedrol 500mg - Metilprednisolona também é indicado para ajudar a tratar doenças gastrointestinais, respiratórias, hematológicas, neoplásicas, como colite ulcerativa e enterite regional, sarcoidose sintomática, tuberculose pulmonar fulminante ou disseminada, pneumonite paspiração, berillose, síndrome de LoeffIer, anemia hemolítica auto-imune, trombocitopenia secundária adulta, anemia hipoplástica congênita, púrpura trombocitopênica idiopática adulta, eritroblastopenia, leucemia ou linfomas em adultos, leucemia aguda em crianças.

Reações adversas de Unimedrol 500mg - Metilprednisolona

Unimedrol 500mg - Metilprednisolona pode causar distúrbios líquidos e eletrolíticos, como retenção de sódio, de líquidos, insuficiência cardíaca congestiva, perda de potássio e alcalose hipocalêmica e hipertensão.
Unimedrol 500mg - Metilprednisolona pode causar fraqueza muscular, miopatia esteróide, osteoporose, necrose asséptica da cabeça do fêmur e do úmero, fratura dos ossos longos e ruptura do tendão.
Unimedrol 500mg - Metilprednisolona pode causar úlcera péptica com perfuração e hemorragia, perfuração do intestino, pancreatite, distensão abdominal e esofagite ulcerativa.
Unimedrol 500mg - Metilprednisolona pode causar retardamento na cicatrização das feridas, fragilidade da pele, petéquias e equimose, eritema, urticárias, dermatite alérgica e edema angioneurótico, convulsões, vertigem, cefaléia, irregularidades menstruais, desenvolver estado cushingóide, supressão do crescimento na criança, refratariedade secundária adrenocortical e hipofisária, diminuição da tolerância aos carboidratos e manifestações de diabetes melito latente, catarata subcapsular posterior, aumento da pressão intraocular, glaucoma e exoftalmia.

 

Produtos Relacionados
Histórico de navegação