QUESTRAN LIGHT 854,4mg/g Pó Oral com 10 Envelopes de 4,68g

QUESTRAN LIGHT 854,4mg/g Pó Oral com 10 Envelopes de 4,68g

QUESTRAN. MEDICAMENTO.
Fabricante: BMS
EAN: 7896016801273
Código MS: 1018001090028
De R$ 73,53 Por R$ 65,65
2x R$ 32,83
ou R$ 63,68 no pagamento à vista
Este produto está indisponível para compra
QUESTRAN LIGHT 854,4mg/g Pó Oral com 10 Envelopes de 4,68g É UM MEDICAMENTO. SEU USO PODE TRAZER RISCOS. PROCURE UM MÉDICO OU UM FARMACÊUTICO. LEIA A BULA.

Questran

Apresentação de Questran

Questran pó é apres. em caixas c/ 10 env.c/ 4 g.

Indicações de Questran

1. Redução dos níveis séricos de colesterol e prevenção dadoença arterial coronariana (DAC). Questran é indicado comoterapia complementar à dieta para redução dos níveis séricos elevados decolesterol em pacientes com hipercolesterolemia do tipo IIa de Frederickson ouprimária (teelevado de lipoproteínas de baixa densidade). Questranpode serútil para reduzir o colesterol elevado que ocorre em pacientes comhipercolesterolemia e hipertrigliceridemia combinadas, desde que ahipertrigliceridemia não seja e o distúrbio mais importante. Em um estudomulticlínico controlado com placebo, o Lipid Research Clinics Coronary PrimaryPrevention Trial (LRC-CPPT), que analisou 3.806 homens com idades entre 35 e 59anos apresentando níveis séricos de colesterol de 265 mg/100 ml ou mais, acombinação de Questran - colestiramina e uma dieta pobre em colesterol diminuiua taxa de eventos cardíacos fatais em 24% e a de eventos cardíacos não-fataisem 19%, em relação à dieta isolada, durante o período de observação, de 7 a 10anos. Além disso, os pacientes que receberam Questran - colestiramina nãomostraram efeitos colaterais debilitantes;únicas queixas foram constipação,azia, náusea e timpanite. Relata-se que a terapia a longo prazo com Questran -colestiramina pode provocar um leve aumento (10%) do nível de colesterol-HDL,que pode ser associado com a diminuição da progressão da aterosclerose. Emestudos randomizados e controlados a arteriografia em pacienteshiperlipidêmicos com doença da artéria coronária, tratados com Questran -colestiramina e dietoterapia, mostraram regressão das lesões ateroscleróticas.2. Redução do quadro pruriginoso associado à obstrução biliar parcialDemonstra-se que o efeito de Questran sobre os níveis séricosde colesterol destes pacientes é variável. Portadores de cirrose biliarprimária podem apresentar níveis elevados de colesterol como parte da doença.3. Como coadjuvante da terapia de reidratação no quadro diarréico devido à máabsorção de ácidos biliares, associada aos seguintes grupos etiológicos:diarréia resultante de doença e/ou ausência de íleo diarréia resultante dedistúrbios funcionais (orgânicos ou cirúrgicos) ou de doenças infecciosas 4.Para desintoxicação de pacientes expostos ao CLORDECONE ou em casos desuperdose de FEMPROCUMONA Questran liga-se a estas substânciasno intestino, interrompendo sua circulação êntero-hepática e diminuindo,conseqüentemente, seus níveis séricos.

Contra Indicações de Questran

Questran é contra-indicado para pacientesque apresentam histórico de hipersensibilidade a qualquer um dos seuscomponentes e para pacientes com obstrução biliar completa, cuja bile não ésecretada no intestino.

Reações Adversas de Questran

A reação adversa mais comum é a constipação. Os fatoresPredisponentes para a maioria das queixas quando da utilização de Questrancomo agente redutde colesterol são doses elevadas e idade avançada (pacienteacima dos 60 anos). A constipação normalmente é leve, transitória e pode sercontrolada com terapia convencional. Alguns pacientes requerem diminuiçãotemporária da Dose ou interrupção da terapia. Eventos adversos menos freqüentesDesconforto abdominal, flatulência, náuseas, vômitos, diarréia, pirose,anorexia, dispepsia e esteatorréia, tendências a sangramento porhipoprotrombinemia (deficiências de vitamina k), assim como deficiências devitamina a (relata-se cegueira noturna raramente) e vitamina d, acidosehiperclorêmica em crianças e osteoporose, erupções e irritação da pele, dalíngua e região perianal. Após comercialização do produto houve relatos de(raros) casos de obstrução intestinal, inclusive duas mortes em pacientespediátricos. Observa-se, ocasionalmente, material calcificado nos dutosbiliares, inclusive calcificação da vesícula biliar, em pacientes que receberamresina Questran - colestiramina, o que, no entanto, pode ser manifestação dedoença hepática, sem vinculação com o uso da droga. Um paciente apresentoucólica biliar em cada uma das três ocasiões em que tomou Questran -colestiramina. Em um paciente, com diagnóstico de quadro abdominal agudo,detectou-se uma massa pastosa no cólon transverso quando observado através deraios-x. Houve outros eventos (não necessariamente relacionados com a droga)ocorridos em pacientes que tomavam Questran, a saber:Gastrintestinais: sangramento retal, fezes negras, sangramento Hemorroidal,hemorragia de úlcera duodenal conhecida, disfagia, soluços, úlcera aguda, saborácido, pancreatite, dretal, diverticulite, eructação.

Posologia de Questran

Questran não deve ser tomado na sua formade pó e, sim Misturando sempre com água ou outros líquidos antes da ingestão. Acde Questran pode variar um pouco de lote para lote, porémesta variação não afeta o desempenho do produto. Devido ao fato de a Questran -colestiramina poder ligar-se a outras drogas administradas concomitantemente,os pacientes devem tomar outras drogas pelo menos 1 hora antes ou 4 a 6 horasapós a administração de Questran para que não haja impedimentoda absorção destes medicamentos, ou num intervalo tão longo quanto possível.Adultos Para reduzir os níveis de colesterol e a incidência de eventosCardíacos, proceda como a seguir: Comece com 1 envelope (equivalente a 4 g deresina Questran - colestiramina anidra; veja Composições completas) em 60 a 90ml de líquido pela manhã e à noite. Após uma ou duas semanas, aumente a dosepara 8 g de resina Questran - colestiramina em 120 a 180 ml de líquido pela manhãe à noite. Se necessário, aumente a medicação até o máximo de 24 g de resina Questran- colestiramina para a máxima redução do colesterol. Sugere-se que aadministração de Questran seja feita às refeições, mas esteesquema pode ser modificado para evitar a interferência na absorção de outrasmedicações. Embora o esquema posológico proposto seja de duas vezes pdia, Questranpode ser administrado em 1 a 6 doses ao dia. Se houver necessidade deaumentar a dose, o aumento deverá ser realizado gradativamente e commonitoração periódica dos níveis de lipídios/lipoproteínas. Doses acima de 24 gdiárias de Questran - colestiramina podem interferir com a absorção normal degordura. Terapia concomitante: o efeito redutdo colesterol proporcionadopela Questran - colestiramina sobre o colesterol-total ou o ldl-colesterolaumenta quando o produto é associado a um inibiddo hmg-coa redutase (porexemplo, pravastatina, sinvastatina, lovastatina). Constata-se também maiorredução do ldl-colesterol com a combinação de ácido nicotínico e Questran -colestiramina. Há igualmente evidência de que a adição de Questran -colestiramina à terapia com o genfibrozil pode reforçar a tentativa de diminuirainda mais o ldlcolesterol em pacientes com níveis de ldl-colesterol e triglicérideselevados e baixos de hdl-colesterol. Para o alívio do prurido devido àobstrução biliar parcial, proceda como segue: Use de 4 a 8 g de resina Questran- colestiramina diariamente. Para o alívio da diarréia induzida pmá absorçãodos ácidos biliares, proceda como a seguir: A dose inicial de Questran deveser de 4 g de Questran - colestiramina três vezes pdia, com ajuste posteriorda dose, se necessário. Para o tratamento da intoxicação pclordecone procedacomo a seguir: Utilize 16 g de Questran - colestiramina pdia, em dosesdivididas, com ajuste posterida Quantidade, se necessário. Para o tratamentode superdose de femprocumona, proceda como a seguir Utilize 4 g de Questran -colestiramina três vezes pdia, com ajuste posterida quantidade, senecessário. Crianças Para minimizar potenciais efeitos colaterais de naturezagastrintestinal, é desejável iniciar toda a terapia em crianças com uma dosediária de Questran. A dose será, então, gradativamenteaumentada a cada cinco a sete dias, até o nível desejado para um controleeficaz. Para reduzir os níveis de colesterol, proceda como a seguir : Dose:0,06 g/kg duas a quatro vezes pdia. A dose poderá ser aumentada até o máximode 0,36 g/kg/dia. Para o alívio do prurido: Dose: 0,06 g/kg uma ou duas vezesao dia. Para o alívio da diarréia induzida pmá absorção de ácidos biliares:A dose inicial de Questran deve ser moderada; 2 a 8 g/dia de Questran- colestiramina divididos em três vezes estará, provavelmente, dentro de umafaixa de iniciação aceitável nestes pacientes;menores doses são indicadaspara recém-nidos. A dose deverá então, ser ajustada às necessidades e àresposta do paciente. Nota: em todos os pacientes que apresentem diarréiainduzida pmá absorção de ácidos biliares, deve ser observada uma respostadentro de 3 dias. Caso contrário, deve se iniciar uma terapia alternativa. Paraa desintoxicação de crianças expostas ao clodercone, proceda Como a seguir: Nãose estabeleceram diretrizes precisas de doses; entretanto, recomenda-se 0,06g/kg quatro vezes pdia, com ajuste posterior, se necessário. Para otratamento de casos de superdose de femprocumona, proceda Como a seguir:Utiliza a dose recomendável de 0,06 g/kg três vezes pdia, com ajusteposterior, se necessário. Para o alívio dos sintomas da diarréia aguda, procedacomo a seguir: Na diarréia aguda do lactente, a terapia essencial é a rápidareidratação, adotando-se a clássica solução para a reidratação oral daorganização mundial de saúde (sro-oms). Questran não deve serusado em pacientes com diarréia sanguinolenta ou exudativa.

Escreva uma Avaliação

     1   2   3   4   5  
Produtos Relacionados