Cloridrato de Ticlopidina 250mg c/30 Comprimidos

Cloridrato de Ticlopidina 250mg c/30 Comprimidos

Ticlopidina é um medicamento indicado no tratamento de coágulos sanguineos. Indicações, Contra Indicações e Precauções de Ticlopidina.
Fabricante: Medley Genéricos
Disponibilidade: Envio imediato
De R$ 41,59
R$ 37,13 à prazo
R$ 36,02 à vista
Estimar entrega
Informe o seu cep para consulta do prazo de entrega e valores de frete.
Cloridrato de Ticlopidina 250mg c/30 Comprimidos É UM MEDICAMENTO. SEU USO PODE TRAZER RISCOS. PROCURE UM MÉDICO OU UM FARMACÊUTICO. LEIA A BULA.

Cloridrato de Ticlopidina

Apresentação da Ticlopidina: 250mg com30 Comprimidos.

Medicameno Referência: Ticlid

 

Efeitos Colaterais de Ticlopidina

Hematológicas
 
Discrasias hematológicas têm sido os mais graves efeitos adversos associados com a terapia de ticlopidina. Neutropenia reversível (severa em 0,9%) ocorreram em 2,4% dos pacientes. Agranulocitose, trombocitopenia, pancitopenia, anemia hemolítica com reticulocitose anemia, e anemia aplástica também foram relatadas. 
 
Púrpura trombocitopênica trombótica (TTP), não foi observada durante os ensaios clínicos, tendo ocorrido com uma incidência estimada de 1 caso p2000-4000 exposições.Os sintomas incluem trombocitopenia, anemia hemolítica microangiopática (hemácias fragmentadas em um esfregaço periférico), disfunção renal, febre e alterações neurológicas.
A maioria dos casos de neutropenia, agranulocitose, anemia aplástica, e púrpura trombocitopênica trombótica ocorrer durante os primeiros três meses de tratamento. Atraso no aparecimento de neutropenia, após a interrupção da ticlopidina, tem sido relatada.Os parâmetros hematológicos devem ser monitorizados a cada duas semanas durante os primeiros três meses de terapia e a ticlopidina deve ser interrompida se os valores de laboratório forem alterados ou se os sintomas de infecção ou sangramento são percebidos.Posteriormente, o paciente deve ser monitorado para detectar sinais de infecção.Pacientes devem ser orientados sobre sinais e sintomas de TTP (palidez, fraqueza, petéquias, púrpura, urina escura, icterícia ou alterações do estado mental) e instruídos a ontinuar a ticlopidina e comunicar imediatamente qualquer um desses achados.Infusões de plaquetas pode acelerar casos de trombose e deve ser evitado se possível.
 
Equimose, epistaxe, hematúria, hemorragia conjuntival, hemorragia gastrointestinal têm sido associados com a terapia de ticlopidina.Hemorragia intracerebral ocorreu em aproximadamente 0,5% dos pacientes nos ensaios clínicos.
 
Sangramento pós-cirúrgicos também podem ocorrer.Para minimizar os efeitos de sangramento pós-cirúrgico, é geralmente recomendado que ticlopidina seja interrompida duas semanas antes de qualquer intervenção cirúrgica ou dentária.
 
Gastrointestinal
 
Distúrbios gastrintestinais foram observados em até 40% dos pacientes. Dispepsia, náuseas, vômitos, diarréia, flatulência e dgástrica têm ocorrido. Alguns sintomas gastrointestinais diminuem com a continuação da terapêutica e a administração com alimentos pode diminuir a intolerância gastrointestinal. Casos de diarréia crônica induzida pticlopidina têm sido relatados.
 
Dermatológicas
 
Relato de dois casos de pacientes que desenvolvem erupções pruriginosas maculopapular após a administração de clopidogrel foram relatados. A erupção reapareceu em ambos os pacientes após a mudança para ticlopidina. Em um paciente, resultou em recorrência da erupção cutânea.Estes dois casos ilustram a possibilidade de sensibilidade cruzada entre tienopiridinas.
 
Produtos Relacionados
Histórico de navegação