Cardizem 60MG C/20 COM.

Cardizem 60MG C/20 COM.

Confira para que serve Cardizem e tgambém qual sua posologia ereações adversas que cardizem pode causar
Fabricante: Boeheringer
EAN: 7896026301848
Código MS: 1.0367.0062.0210-0
De R$ 18,18 Por R$ 16,23
R$ 15,74 à vista
Este produto está indisponível para compra
Cardizem 60MG C/20 COM. É UM MEDICAMENTO. SEU USO PODE TRAZER RISCOS. PROCURE UM MÉDICO OU UM FARMACÊUTICO. LEIA A BULA.
Cardizem Princípio Ativo de cardizem: cloridrato de diltiazem Apresentação comercializada: embalagem com 20 comprimidos de 60 mg Para que serve Cardizem?  Cardizem é indicado para o tratamento de angina do peito vasoespástica, anginas crônica, estável e de esforço e angina pós-infarto. Cardizem também pe indicado para tratar coronariopatias isquêmicas com taquicardia e casos de hipertensão arterial.  Cardizem pode causar alguma reação adversa? Sim As principais reações adversas que Cardizem pode causar estão relacionadas com o bloqueio de cálcio, que incluem: edemas, cefaléia, náusea, tontura, astenia, rash, distúrbio gastrintestinal e bloqueio atrioventricular. Outras reações que Cardizem pode causar, mas que costumam ocorrer com menfreqüência são: rubfacial, hipotensão, arritmia, insuficiência cardíaca, elevação das enzimas hepáticas, insuficiência renal aguda, assistolia, parestesia, sonolência, tremor, poliúria, nictúria, anorexia, vômitos, aumento de peso, petéquias, prurido, fotossensibilidade e urticária. Conheça a posologia de Cardizem Para inciar a terapia recomenda-se administrar 30mg de Cardizem, quatro vezes ao dia, antes das 3 principais refeições(café da manhã, Almoço e Janta) e ao deitar. Aumentedoses de Cardizem até atingir 180 a 240 mg ao dia. Cardizem apresenta um inicio da ação menos súbito, devido a liberação lenta do cloridrato de diltiazem encontrado no núcleo do comprimido.  Avisos importantes sobre Cardizem Cardizem não deve ser utilizado em casos de bloqueio sinoatrial, doença do nódulo sinusal, bloqueio atrio-ventricaular de 2º ou 3º grau, com exceção a pacientes com marcapasso ventricular; Cardizem também não deve ser utilizado em casos de insuficiência cardíaca ompensada, pressão sistólica inferia 90 mm Hg, bradicardia acentuada, infarto agudo do miocárdio com congestão pulmonar e a crianças, gestantes e lactantes. Cardizem deve ser administrado com precaução em pacientes com bloqueio atrio-ventricaular de 1º grau e com insuficiências cardíaca, hepática ou renal. Além desses casos, Cardizem deve ser utilizado com cautela em idosos, visto que a meia-vida dos bloqueadores de cálcio podem estar aumentada.  
Produtos Relacionados
Histórico de navegação