Bem Vindo a Sare Drogarias

Televendas

(11) 2021-6464

VISKEN 10MG C/20

Fabricante: Novartis

Código do Produto: SKUP3949

De R$ 52,14 Por R$ 48,82

R$ 46,38 no pagamento à vista.

Ligue agora e fale conosco - (11)2021-6464

bandeiras de cartões

DESCRIÇÃO DO PRODUTO

Visken Indica��es de Visken

Visken � indicado para hipertens�o arterial.

Angina pectoris (preven��o de crises).

Taquicardia sinusal e atrial, taquicardia parox�stica, taquicardia em pacientes com flutter atrial ou fibrila��o, extrass�stoles supraventriculares.

S�ndrome card�aca hipercin�tica.

Efeitos Colaterais de Visken

VISKEN � de um modo geral bem tolerado. Os efeitos colaterais incluem: fadiga, tontura, c�imbras musculares, tremor, dist�rbios gastrintestinais (principalmente n�useas); cefal�ia, dist�rbios do sono (similares aos observados com outros betabloqueadores). Estes efeitos colaterais s�o na maioria dos casos leves e transit�rios.

Rea��es cut�neas e sintomas ps�quicos (depress�o, alucina��es), necessitando a interrup��o do tratamento, s�o raramente observados (veja tamb�m Precau��es).

Como Usar (Posologia) de Visken

A dose deve ser adaptada �s necessidades individuais do paciente e normalmente a dose m�dia varia de 5-30 mg pdia.

Hipertens�o arterial: recomenda-se 5 a 15 mg como dose �nica pela manh�. Quando a dose prescrita fde 20 mg, esta deve ser dividida em 2 tomadas di�rias. Nos casos de hipertens�o leve e moderada a administra��o de VISKEN psi s� � freq�entemente suficiente. Nos casos mais graves ou resistentes poder� ser necess�ria a associa��o com outros medicamentos anti-hipertensivos.

Angina pectoris e arritmias card�acas: a dose di�ria de 10-30 mg � normalmente dividida em 2 ou 3 tomadas.

S�ndrome card�aca hipercin�tica: 7,5 a 20 mg ao dia.

Crian�as: a experi�ncia do emprego de VISKEN em crian�as � ada.

Os pacientes com fun��o hep�tica ou renal comprometida podem geralmente ser tratados com doses normais. Somente em casos severos pode ser necess�ria uma redu��o da dose di�ria.

Contra-Indica��es de Visken

Visken � contra indicado em caso de asma br�nquica, insufici�ncia card�aca refrat�ria a digit�licos, cpulmonale, bradicardia acentuada, bloqueio �trio-ventricular de 2� ou 3� graus.

Precau��es de Visken

Apesar de que VISKEN produz menos depress�o na fun��o mioc�rdica em repouso do que betabloqueadores sem ASI, pacientes com insufici�ncia card�aca incipiente ou manifesta devem ser digitalizados convenientemente antes do tratamento com VISKEN. Analogamente, quando VISKEN fadministrado para tratamento do infarto do mioc�rdio agudo, � necess�rio manter os par�metros cardiovulares sob controle constante.
� menos prov�vel que o VISKEN produza hiperexcitabilidade de rebote dos Beta-receptores ap�s cessa��o abrupta do tratamento cr�nico, do que betabloqueadores sem ASI. Todavia, se fconsiderada necess�ria a interrup��o do tratamento, � aconselh�vel a redu��o progressiva da dose de VISKEN.

Se pacientes com feocromocitoma forem tratados com betabloqueadores, estes devem ser sempre administrados com um Alfabloqueador.

O tratamento com betabloqueadores freq�entemente est� associado com um agravamento dos sintomas pr�-existentes de doen�a vular perif�rica. Todavia, devido aos seus efeitos simpatomim�ticos mediados ao n�vel de receptores vulares Beta2 (vasodilata��o) os efeitos colaterais vulares perif�ricos (extremidades frias) s�o raramente encontrados no tratamento com VISKEN.

Em insufici�ncia renal grave, somente em casos excepcionais foi observada piora adicional da fun��o renal pelo tratamento com VISKEN.
Os estudos experimentais em animais n�o forneceram evid�ncias de efeito teratog�nico do VISKEN. No tratamento de mulheres gr�vidas com hipertens�o demonstrou-se que o medicamento � eficaz e bem tolerado sem causar efeitos desfavor�veis no feto, exceto, em raras ocasi�es, bradicardia ou hipoglicemia no rec�m-nido, como poss�vel conseq��ncia do bloqueio Beta-adren�rgico.

VISKEN passa em quantidades pequenas para o leite materno, mas � improv�vel que afete a crian�a, quando s�o usadas doses terap�uticas.

Como pode ocorrer tontura ou fadiga durante o in�cio do tratamento com betabloqueadores, os pacientes devem ter cuidado na condu��o de ve�culos ou opera��o de m�quinas, at� ter sido determinada sua rea��oindividual ao tratamento.

Apresenta��es de Visken

Visken � apresentado em embalagens com 20 comprimidos de 5 mg ou 10 mg.

Composi��o de Visken

Cada comprimido cont�m:
Visken - Pindolol 5 ou 10 mg.

Farmacocin�tica de Visken

A r�pida e quase que completa absor��o (�95%) e o efeito de primeira passagem neglig�vel (13%) de VISKEN resultam em alta biodisponibilidade (87%). A concentra��o plasm�tica m�xima � atingida em 1 hora ap�s a administra��o oral.

VISKEN tem uma liga��o a prote�nas plasm�ticas de 40%, um volume de distribui��o de 2-3 l/kg e um clearance total de 500 ml/min.

A meia-vida de elimina��o de VISKEN � de 3-4 horas. 30-40% � excretado inalterado na urina, enquanto 60-70% � excretado via rim e f�gado, como metab�litos inativos. VISKEN atravessa a barreira placent�ria e passa em pequenas quantidades no leite materno.

Propriedades de Visken

VISKEN � um potente antagonista de receptores Beta (betabloqueador). Bloqueia ambos, receptores Beta 1 e Beta 2 , pmais de 24 horas ap�s a sua administra��o. Apresenta atividade estabilizadora de membrana neglig�vel. Como um betabloqueador, VISKEN protege o cora��o da estimula��o dos receptores Beta durante o exerc�cio f�sico e o estresse mental, e tamb�m reduz os impulsos simpatomim�ticos do cora��o em repouso. VISKEN � um betabloqueadcom atividade vasodilatadora de relev�ncia cl�nica, a qual resulta do agonismo parcial exercido sobre os receptores Beta 2 nos vasos sang��neos. A resist�ncia vular elevada da hipertens�o estabelecida � diminu�da pelo VISKEN, sendo que a perfus�o tecidual e dos �rg�os n�o fica comprometida, podendo at� ser melhorada.

Contrariamente �s altera��es potencialmente adversas no perfil de lipoprote�nas do sangue observadas durante o tratamento com outros betabloqueadores (uma diminui��o na raz�o HDL/LDL), a propor��o de lipoprote�nas de alta densidade (HDL) para lipoprote�nas de baixa densidade (LDL) n�o � alterada durante o tratamento a longo prazo com VISKEN, devido � sua acentuada ASI. Esta ASI exercida sobre o m�sculo liso br�nquico reduz o risco de broncoespasmo em indiv�duos n�o asm�ticos com doen�a pulmonar obstrutiva.

As baixas doses terap�uticas de VISKEN refletem sua elevada pot�ncia e biodisponibilidade. Esta �ltima, resultante da absor��o quase que completa e um efeito de primeira passagem pelo f�gado neglig�vel, reduzvaria��es individuais dos n�veis plasm�ticos e, assim, leva a efeitos terap�uticos mais constantes numa determinada posologia.

Laborat�rio de Visken

Novartis Bioci�ncias S.A.

 

COMENTÁRIOS DOS NOSSOS CLIENTES

7 Comentários

usuário

Primeira vez que compro na sare e Gostei fiquei sastifeito pelo comprometimento deles indico

08 de Dec

Allan

(Groairas )

usuário

ótimo atendimento

08 de Dec

Douglas E da Costa

(Santos )

usuário

Foi muito legal, superou a minha expectativa, muito obrigado

07 de Dec

Henrique

(Ilha Solteira )

usuário

O último produto que comprei tá demorando demais pra chegar já faz mas de 10 dias

06 de Dec

edilson

(Unaí )

usuário

PERFEITO, ENTREGA RÁPIDA SEM NENHUM PROBLEMA

05 de Dec

MAURO

(Curitiba )

usuário

Preço e facilidades de acesso bons. O prazo de entrega podia ser menor.

04 de Dec

Cristiane

(São Vicente )

usuário

Rapido, pratico e bom preço

04 de Dec

Lara

(Uberlândia )