Bem Vindo a Sare Drogarias

Televendas

(11) 2021-6464

TOBRAMINA 75MG/1,5ML 2 AMPOLAS

Fabricante: Eli Lilly

Código do Produto: SKUP3015

De R$ 88,77 Por R$ 83,13

R$ 78,97 no pagamento à vista.

Venda proibida via internet. RDC 20 de 2011 - ANVISA.

Compre através do nosso televendas - (11)2021-6464

Restrito
bandeiras de cartões

DESCRIÇÃO DO PRODUTO

Tobramina Indicações de Tobramina

Tobramina é indicado para tratamento com Tobramina das seguintes infecções bacterianas graves causadas pcepas de microorganismos sensíveis. Septicemia em recém-nidos, crianças e adultos causada pP. aeruginosa, E. coli e Klebsiella sp. Infecções do trato respiratório infericausadas pP. aeruginosa, Klebsiella sp., Enterobacter sp., Serratia sp., E. coli e S. aureus (cepas produtoras e não produtoras de penicilinase). Infecções graves do sistema nervoso central (meningite) causadas pmicroorganismos sensíveis. Infecções intra-abdominais, incluindo peritonite, causadas pE. coli, Klebsiella sp. e Enterobacter sp. Infecções da pele, ossos e estruturas da pele (incluindo queimadura) causadas pP. aeruginosa, Proteus sp., E. coli, Klebsiella sp., Enterobacter sp. e S. aureus. Infecções complicadas e recidivantes do trato urinário causadas pP. aeruginosa, Proteus sp. (indol-positivo e negativo), E. coli, Klebsiella sp., Enterobacter sp., Serratia sp., S.aureus, Providencia sp. e Citrobacter sp. Aminoglicosídeos, incluindo o Tobramina - sulfato de Tobramina - tobramicina, não são indicados em episódios iniciais e não complicados de infecções urinárias, a menos que os patógenos não sejam sensíveis a antibióticos menos tóxicos. O Tobramina - sulfato de Tobramina - tobramicina pode ser considerado em infecções estafilocócicas graves, nas quais a penicilina ou outras drogas menos tóxicas são contra-indicadas e quando os testes de sensibilidade e o julgamento clínico indicarem seu uso. Deverão ser obtidas culturas bacterianas antes e durante o tratamento com Tobramina para isolar e identificar microorganismos etiológicos e testar sua sensibilidade à Tobramina - tobramicina. Se os testes de sensibilidade demonstrarem que os microorganismos causadores são resistentes à Tobramina - tobramicina, deve-se instituir outro tratamento com Tobramina adequado. Nos pacientes suspeitos de infecção gram-negativa grave com risco de vida, incluindo aquelas em que uma terapia concorrente com uma penicilina ou cefalosporina e um aminoglicosídeo pode ser indicada, o tratamento com Tobramina com Tobramina - sulfato de Tobramina - tobramicina pode ser iniciado antes que os resultados dos testes de sensibilidade sejam obtidos. A decisão de continuar o tratamento com Tobramina com Tobramina - sulfato de Tobramina - tobramicina deve ser baseada nos resultados dos testes de sensibilidade, na gravidade da infecção.

Efeitos Colaterais de Tobramina

Neurotoxicidade: reações adversas têm sido relatadas nos ramos vestibular e auditivo do oitavo nervo, especialmente em pacientes recebendo doses elevadas ou terapia prolongada, naqueles que estavam recebendo previamente medicamento ototóxico e em casos de desidratação. Os sintomas incluem tontura, vertigem, tinitus, zumbidos nos ouvidos e perda de audição. A perda de audição é geralmente irreversível e é manifestada inicialmente pela diminuição da acuidade para tonalidades altas. Os sulfatos de Tobramina - tobramicina e gentamicina são semelhantes com referência ao potencial ototóxico. Nefrotoxicidade: têm sido relatadas alterações na função renal, demonstradas pela elevação da uréia e creatinina séricas e pela oligúria, cilindrúria e proteinúria aumentadas, especialmente em pacientes com história de insuficiência renal que são tratados pperíodos mais longos e doses mais elevadas que as recomendadas. As reações adversas podem ocorrer em pacientes com função renal inicialmente normal. Outras reações adversas relatadas, possivelmente relacionadas com a terapia com o Tobramina - sulfato de Tobramina - tobramicina, incluem anemia, granulocitopenia e plaquetopenia; febre, erupções cutâneas, dermatite esfoliativa, prurido, urticária, náusea, vômito, diarréia, dde cabeça, letargia, dno local da injeção, confusão mental e desorientação. Os resultados anormais de laboratório, possivelmente relacionados com o uso do Tobramina - sulfato de Tobramina - tobramicina, incluem aumentos na transaminase sérica (TGO, TGP), desidrogenase lática e bilirrubina; diminuição de cálcio, magnésio, sódio e potássio no soro; leucopenia, leucocitose e eosinofilia.

Contra-Indicações de Tobramina

Tobramina é contra indicado em caso de hipersensibilidade a qualquer aminoglicosídeo é uma contra-indicação ao uso de Tobramina - tobramicina. Uma história de hipersensibilidade ou reações tóxicas graves aos aminoglicosídeos podem também contra-indicar o uso de qualquer outro aminoglicosídeo, devido à conhecida sensibilidade cruzada dos pacientes aos antibióticos desta classe. - Advertências: os pacientes tratados com Tobramina - sulfato de Tobramina - tobramicina e outros aminoglicosídeos devem ser mantidos sob constante observação clínica, devido ao fato dessas drogas possuírem um inerente potencial em causar ototoxicidade e nefrotoxicidade. Pode ocorrer neurotoxicidade, manifestada pototoxicidade tanto vestibular quanto auditiva. As alterações auditivas são irreversíveis, geralmente bilaterais, podendo ser parcial ou total. Podem ocorrer dano à função do oitavo nervo e nefrotoxicidade, principalmente em pacientes com lesão renal preexistente e naqueles com a função renal normal, aos quais foram administrados aminoglicosídeos pperíodos mais longos ou em doses mais altas do que as recomendadas. Outras manifestações de neurotoxicidade podem incluir dormência, formigamento da pele, contração muscular e convulsões. O risco de perda de audição, induzida paminoglicosídeo, aumenta com o grau de exposição a altas concentrações no soro. Pacientes que desenvolvem lesões cocleares podem não apresentar sintomas durante o tratamento com Tobramina que os alertem quanto à toxicidade no oitavo nervo e surdez bilateral irreversível, parcial ou total, pode continuar a desenvolver mesmo após a droga ter sido suspensa. Raramente, a nefrotoxicidade pode não se manifestar até os primeiros dias após o término do tratamento com Tobramina. A nefrotoxicidade induzida pelos aminoglicosídeos geralmente é reversível. As funções renal e do oitavo nervo devem ser rigorosamente monitoradas em pacientes com insuficiência renal conhecida ou suspeita e também naqueles cuja função renal é inicialmente normal, mas que desenvolvem sinais de insuficiência renal durante o tratamento com Tobramina. As concentrações séricas máximas de aminoglicosídeos devem ser medidas periodicamente durante o tratamento com Tobramina para assegurar níveis adequados e evitar níveis potencialmente tóxicos. Concentrações séricas prolongadas, acima de 12 mcg/ml, devem ser evitadas. Elevações dos níveis mínimos (acima de 2 mcg/ml) podem indicar acúmulo nos tecidos. Tal acúmulo, concentrações máximas excessivas, idade avançada e dose cumulativa podem contribuir para a ototoxicidade e nefrotoxicidade. A urina deverá ser examinada quanto a diminuição na densidade e aumento na excreção de proteína, células e cilindros. O nitrogênio uréico, creatinina sérica e o clearance de creatinina devem ser medidos periodicamente. Quando possível, é recomendado que seja feita uma série de audiogramas em pacientes de alto risco. Evidências de insuficiência das funções renal, vestibular e auditiva requerem suspensão da droga ou ajuste de dose. O Tobramina - sulfato de Tobramina - tobramicina deve ser usado com cuidado em crianças prematuras ou recém-nidos, devido à sua imaturidade renal e do resultante prolongamento da meia-vida da droga no soro. Os aminoglicosídeos podem causar dano fetal quando administrado a mulheres grávidas. O Tobramina - sulfato de Tobramina - tobramicina contém bissulfito de sódio que pode causar reações do tipo alérgicas, incluindo sintomas anafiláticos e episódios asmáticos com risco de vida ou menos grave. A prevalência geral na população sensível ao radical sulfito é onhecida e provavelmente baixa. A sensibilidade ao radical sulfito é observada mais freqüentemente em asmáticos do que na população não asmática.

Apresentação de Tobramina

Tobramina é apresentado em 75 mg: caixa com 2 ampolas. 150 mg: caixa com 5 ampolas.

Composição de Tobramina

Cada ml contém: Tobramina - sulfato de Tobramina - tobramicina,equivalente à Tobramina - tobramicina 50 mg, excipiente q.s.p. 1 ml.

Laboratório de Tobramina

Eli Lilly do Brasil Ltda.

COMENTÁRIOS DOS NOSSOS CLIENTES

7 Comentários

usuário

Minhas expectativas foram atendidas Obrigada pelo atendimento estou satisfeita

02 de Dec

Sandra

(Castanhal )

usuário

Como sempre,muito bem atendido,pedido chegam rapido,estou muito satisfeito com vcs.um grande abraço e muito obrigado.

02 de Dec

Fernando

(Leme )

usuário

Otima

02 de Dec

Patricia Ribeiro Gaspar

(Cariacica )

usuário

Voltarei a comprar novamente .

02 de Dec

alcione

(POMPEU)

usuário

A entrega um pouco demorada, devido ser pelo correio.

01 de Dec

Fernando

(Ourinhos)

usuário

Sou Enilde Cirqueira e gostei de comprar na SARE, pois chegou dentro do prazo, tudo certinho. Eu recomendo, quem precisar pode comprar sem medo a entrega é garantida. Parabéns!!!

01 de Dec

ENILDE

(ESTREITO)

usuário

atendimento por parte da luciana excelente muito pontual e objetiva no seu atendimento para comigo em destaque

30 de Nov

José E de Oliveira

(Mairiporã )