Você sabe o que são dislipidemias?


Conheça as causas, sintomas e como se prevenir.

 
As dislipidemias são anormalidades que ocorrem na concentração de gorduras, circulantes no sangue. Essas gorduras, por sua vez, funcionam como fonte de energia para os processos metabólicos do organismo.
Quando as anormalidades da dislipidemias ocorrem, o indivíduo fica predisposto a sofrer com o aparecimento de aterosclerose (caracterizada pelo depósito de gordura na parede das artérias, que pode ser tratado com o medicamento Sinvastatina). 
 
As dislipidemias podem ser primárias ou secundárias:
 
- Dislipidemias primárias são de origem genética, contudo, fatores relacionados a hábitos alimentares e sedentarismo, podem ser agravantes para o maior risco de seu aparecimento. Existem casos de dislipidemias genética graves, que com elevados níveis de colesterol podem ocasionar em morte cardiovascular. 
 
- Dislipidemias secundárias são decorrentes de doenças como diabetes, obesidade, bulimia, hipotireoidismo, síndrome de Cushing entre outras, que normalmente são associadas ao uso de medicamentos como diuréticos, betabloqueadores, medicamentos para tratamento de acne, anticoncepcionais orais, entre outros. Hábitos de vida como alcoolismo e tabagismo, também são fatores de risco que podem agravar casos de dislipidemias secundárias.
 
O diagnóstico pode ser realizado pela dosagem do colesterol total. Por meio das frações de colesterol contidas no sangue, os especialistas conseguem obter o diagnóstico de dislipidemia. 
 
O tratamento das dislipidemias pode ser realizado por meio da administração de medicamentos, bem como, uma mudança de hábitos de vida. Neste caso, manter o peso ideal, parar de fumar, praticar atividades físicas regularmente, evitar bebidas alcoólicas e adotar uma dieta saudável, é fundamental para auxiliar na redução das altas taxas de colesterol. 
 
Nas dislipidemias associadas ao uso de medicamentos, o tratamento é baseado na suspensão destes (quando possível), para reverter ou melhorar o quadro. Já nas dislipidemias decorrentes de outras doenças, como diabetes e hipotireoidismo, é imprescindível o controle destas em primeiro lugar, para o sucesso no tratamento. 
 
Existem diversos medicamentos que são indicados para o tratamento, no entanto, essas medicações apenas ajudam a corrigir o distúrbio do metabolismo e não levam a cura. A Sinvastatina é o medicamento mais indicado e administrado em pacientes que apresentam dislipidemias, pois proporcionam cerca de, 60% de redução do LDL (colesterol ruim) e favorecem a circulação sanguínea, evitando a obstrução das artérias.