Você sabe o que é hemangioma?


Saiba as causas e como tratar este problema

Os hemangiomas são espécies de tumores benignos que trazem um transtorno estético ao paciente. São causados pelo crescimento fora do normal dos vasos sanguíneos. O aspecto é uma protuberância avermelhada na pele ou em órgãos como fígado e pâncreas. Costuma surgir no início da vida, após algumas semanas, e a causa em geral é uma anomalia congênita ocorrida na gestação. É mais comum em bebês brancos do sexo feminino.

São alguns tipos de hemangioma:

•  Planos – ocorrem na primeira infância. Permanecem iguais ou sofrem alterações, podendo aumentar de tamanho ou simplesmente desaparecer naturalmente;
•  Fragiformes e Tuberosos – mais frequentes nas meninas, são proliferativos e se desenvolvem nas primeiras semanas de vida, apresentando diversas formas: superficiais, profundos, pequenos ou extensos e deformantes;
• Cavernosos – presentes ao nascimento, sofrem dilatação lenta e progressiva ao longo da vida, podendo não causar alteração na cor da pele;
• Linfangiomas – acúmulos de fluído entre as células, provocando alterações na formação dos vasos linfáticos.

Existem diferentes tipos de hemangiomas, sendo que o mais comum é o hemangioma plano, também denominado como “mancha vinho do porto” devido à sua coloração. O excesso de sangue e a profundidade determinam se a lesão terá aparência avermelhada, rosada ou azulada.  Não raro os pacientes apresentam o problema na face. Às vezes o problema não recebe a devida importância e é considerada como mancha de nascença. Porém, os hemangiomas podem e devem ser tratados.

Os tratamentos variam de acordo com cada caso. Podem ser utilizados medicamentos de uso tópico como corticosteroides e betabloqueadores; tratamento à laser; terapia endovascular ou cirúrgica. A decisão sobre a melhor forma de tratar e garantir uma melhor qualidade de vida ao paciente é tomada pelo médico juntamente com o paciente.

Por: AgComunicado