Veja três atitudes que ajudam a emagrecer!


Mantenha o foco na meta de peso! Fuja do estresse e da ansiedade! Assuma a responsabilidade!

 

1. Mantenha o foco na meta de peso!
 
 
“O seu foco deve ser o objetivo de peso e não os alimentos que você pode comer ou deve evitar de comer. A boa escolha alimentar será consequência”, diz a nutricionista Roberta Stella. Segundo ela, é comum que a pessoa que começa a fazer dieta pense “tenho que fechar a boca”, mas que esse é o principal erro que se pode cometer. A restrição deve ser gradativa, uma vez que, conforme a pessoa emagrece, sua necessidade energética reduz e, consequentemente, seu consumo terá de ser reduzido ainda mais na fase final do emagrecimento.
 

2. Fuja do estresse e da ansiedade!
 
 
Não saber como lidar com o estresse e a ansiedade faz as pessoas comerem mais. “É a famosa frase ‘mas eu mereço, depois de tudo o que aconteceu hoje!’”, diz a especialista. Segundo ela, as pessoas que utilizam alimentos para ter o sentimento de acolhimento, mesmo que momentâneo, devem pensar antes de pegar o alimento por impulso. Imaginar como se sentirá depois ajuda bastante, já que, após o exagero alimentar, normalmente vem a culpa, e não a solução dos problemas. “Assistir a um bom filme, caminhar pelo bairro, ler um livro e ouvir música são algumas atitudes que colocam o pensamento bem longe da alimentação”, sugere Roberta.
 
 
3. Assuma a responsabilidade!
 
 
Assuma que a mudança na alimentação deve ser para a vida e não para a próxima festa ou encontro social. Responsabilize-se por suas atitudes e não terceirize sua vitória e sucesso. “Uma pessoa que quer emagrecer 15 quilos em oito meses para um casamento provavelmente vai remoer a vontade de emagrecer por sete meses e, no último, irá parar de comer e começar a seguir modismos. Evidentemente ela irá se punir demais e, já na festa, na melhor das hipóteses, vai comer como se nunca tivesse visto um salgadinho na vida”, brinca a nutricionista. “Na pior, ela vai desistir da dieta na primeira semana, ganhará mais quilos e ficará com a autoestima ainda mais abalada”, completa. Roberta orienta a começar uma perda de peso gradual, pensando em dois quilos por mês.
 
Henrique Torres