Um Coração Partido pode Quebrar seu Coração, Literalmente!


Veja como a perda de alguém querido pode causar um ataque cardíaco

 Um Coração Partido pode Quebrar seu Coração, Literalmente!
 
 
De acordo com um artigo publicado no Jornal da Associação Americana do Coração, nos Estados Unidos, o risco de uma pessoa ter um ataque cardíaco depois de um período de luto é muito maior durante várias semanas após a perda do que em outras circunstâncias. O dia em que um ente querido morre, o risco de o familiar próximo possuir um ataque cardíaco é vinte vezes superior do que em circinstâncias normais.
 
 
O artigo também avisa os amigos e a família para procurar por sinais de insuficiência cardíaca na pessoa enlutada, garantindo que ela relaxe e mantenha qualquer regime de medicação que possa estar em andamento. O estudo foi realizado com quase dois mil adultos sobreviventes de ataque de coração e enquanto o risco de um problema cardíaco diminuiu ao longo do primeiro mês, ainda permaneceu em seis vezes o risco normal durante a primeira semana depois da morte de um ente querido.
 
 
O Dr. Murray Mittleman, um médico especialista em cardiologista preventiva e epidemiologista no Beth Israel Deaconess Medical Center do Harvard Medical School, e a escola de saúde pública do departamento de epidemiologia em Boston, Massachusetts, disse: “Médicos, cuidadores, profissionais da saúde e os enlutados precisam reconhecer que eles estão em um período de risco acrescido nos dias e semanas depois de ver alguém muito proximo morrer".
 
 
Este é o primeiro estudo desse tipo que se concentra sobre os efeitos de eventos emocionais em nossas vidas, principalmente sobre o coração. Sinais de ataque cardíaco incluem: desconforto no peito, dor no corpo ou no estômago superior, falta de ar, ter um suor frio, calafrios, náuseas ou tontura. Alguns medicamentos ajudam a prevenir a formação de coágulos que causam os ataques cardíacos. Entre eles o Plavix.
 
 
 
Henrique Torres