Tratamentos Alternativos para Pleurisia


Conheça tratamentos alternativos brasileiros para a pleurisia

Tratamentos Alternativos para Pleurisia
 
 
Às vezes, medicamentos antitumorais vão evitar o acúmulo de líquido adicional. Se não o fizerem, o médico pode selar o espaço pleural. Isso é chamado de pleurodese. Pleurodese envolve a drenagem de todo o fluido para fora do tórax através de um tubo torácico. A substância é inserida através do tubo para o peito no espaço pleural. Esta substância irrita a superfície da pleura. Isso faz com que as duas camadas da pleura se esprememam e fechem, por isso não há espaço para mais fluido para construir.


Tratamento de quimioterapia ou radiação podem também ser usados para reduzir o tamanho dos tumores. Se insuficiência cardíaca congestiva está causando o acúmulo de líquidos, o tratamento geralmente inclui diuréticos e outros medicamentos.
 
 
O tratamento mais comum e conhecido da pleurisia é, geralmente, para continuar com o ibuprofeno, normal e amoxicilina sendo tratamentos comuns prescritos por médicos. Formas mais leves de pleurisia podem ser notados por inflammatres menos dos braços e pernas. Se este for o caso, irá se limpar Pleurisia de todos os sintomas dentro de duas semanas. Paracetamol (acetaminofeno) ou agentes anti inflamatórios podem ser utilizados para controlar a dor e reduzir a inflamação.
 

Um certo número de medicinas alternativas ou complementares estão a ser investigadas para as suas propriedades anti inflamatórias, e sua utilização na pleurisia. Neste momento, os ensaios clínicos destes compostos não foram realizados. Os extratos do Brasil e o remédio popular Wilbrandia ebracteata ("taiuiá") foram mostrados para reduzir a inflamação na cavidade pleural dos ratos. O extrato é pensado para inibir a mesma enzima, a ciclooxigenase-2 (COX-2) , como os não esteróides anti inflamatórios. De igual modo, um extrato das raízes da planta brasileira alliacea Petiveria reduziu a inflamação num modelo de rato com pleurisia. O extrato também reduziu a sensação de dor em ratos. Um extrato aquoso de Solidago chilensis foi mostrado para reduzir a inflamação num modelo de ratinho com pleurisia.
 
Henrique Torres