Tratamento do Progeria


Veja se existe tratamento para a síndrome que causa o envelhecimento de crianças!

Tratamento do Progeria
 
 
O tratamento com hormônio de crescimento tem sido tentado. O uso de morpholinos também foi tentado a fim de reduzir a produção do progerin. Porém nenhum tratamento tem sido comprovadamente eficaz.
 
 
Um tipo de droga anticâncer, os inibidores de Farnesiltranseferase (FTIs), tem sido proposto, mas seu uso tem sido na maior parte limitado a modelos animais. Uma 2º fase clínica experimental usando o inibidor FTI chamado lonafarnib começou em maio de 2007. Em estudos sobre as células e outra droga anti-câncer, a rapamicina, causou a remoção do progerin da membrana nuclear através de Autofagia. Provou-se que a Pravastatina e zoledronato são medicamentos eficazes quando se trata do bloqueio da produção do grupo farnesil. No entanto, é importante lembrar que nenhum tratamento é capaz de curar a progeria.
 
 
Inibidores Farnesiltranseferase (FTIs) são drogas que inibem a atividade de uma enzima necessária para fazer um link entre proteínas progerin e grupos de farnesil. Este link gera a fixação permanente do progerin à borda nuclear. Na progeria, o dano celular pode ser apreciado, porque o apego se realiza e o núcleo não é um estado normal. Lonafarnib é um FTI, que significa que ele pode evitar este link, assim progerin não pode permanecer ligado à borda do núcleo e tem agora um estado mais normal. A entrega de Lonafarnib não é aprovada, portanto, só pode ser usada em ensaios clínicos. Até que o tratamento com FTIs seja implementado em crianças com progeria não saberemos seus efeitos — que são positivos em camundongos.
 
 
Um estudo de 2012 mostrou que a droga para câncer, lonafarnib, pode ser usado para tratar a progeria. Porém, sempre deve ser levado em conta que nenhum tratamento é entregue a fim de curar o progeria; todas as drogas potenciais estão em estágios pré-clínicos.
 
Henrique Torres