Tratada cedo, a acne não deixa cicatrizes


De adolescentes a gestantes, poucos estão livres de desenvolver acne em alguma etapa da vida

Quem nunca se aborreceu com uma espinha ou um cravo? Estamos falando da acne, definida como uma doença inflamatória da pele com causas diversas. Em 80% dos casos, se manifesta em jovens e adolescentes, porém, mulheres grávidas podem também desenvolver acne durante a gestação.

São diversos os tipos de lesões causadas pela acne. Podem ser discretas (cravos),  avermelhadas (pápulas) ou então manifestar-se como pontos amarelados de pus (pústulas). É no rosto, peito, pescoço e costas que a acne se manifesta com maior intensidade, devido ao maior numero de glândulas sebáceas.

A glândula sebácea, responsável pela oleosidade da pele, é a principal causadora pelo aparecimento da acne. Fatores hereditários também  influem. Se, durante a infância a glândula sebácea permanece inativa, o mesmo não acontece na adolescência. Aliam-se à ela os  hormônios femininos (estrógenos) e masculinos (andrógenos). Nas meninas, a acne pode manifestar-se até os 17 anos; nos rapazes, até os 19 anos. Nesta fase, a acne apresenta graus variados, com maior ou menor inflamação. Torna-se mais grave quando apresenta cistos, caroços e muitas lesões.

Mas não se trata de uma preocupação exclusiva de adolescentes: algumas pessoas podem continuar com os sintomas até os 35 anos. Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia a acne é também preocupação de 25% das gestantes e, em geral, se manifesta nos primeiros três meses de gravidez, devido à elevação dos níveis de progesterona. Como as grávidas não podem fazer uso de qualquer medicamento, o tratamento requer atenção e prudência.

O fato da acne desaparecer com o tempo, em geral espontaneamente, não elimina a necessidade de tratamento. Conforme o grau e a intensidade, o tratamento é feito via oral ou tópica (no local). Medidas simples como manter a pele sempre limpa são uma boa forma de combatê-la, assim como evitar espremer e cutucar espinhas, usar produtos
caseiros ou de origem desconhecida, ou ainda maquiagem que estimule a produção de cravos e espinhas (comedogênicas).
 

Por: AgComunicado