Tomar quatro xícaras de café por dia pode ser prejudicial!


Os pesquisadores dizem que quatro xícaras de café por dia pode levar a um risco de mortalidade 50% maior para aqueles com idade inferior a 55 anos.

 
 
Os pesquisadores dizem que quatro xícaras de café por dia pode levar a um risco de mortalidade 50% maior para aqueles com idade inferior a 55 anos.
 
 
Os americanos são grandes bebedores de café, consumindo mais de 400 milhões de xícaras por dia. Mas uma nova pesquisa descobriu que beber quatro xícaras de café por dia pode levar a inúmeros problemas de saúde e a um aumento do risco de mortalidade, de acordo com um estudo publicado na revista Mayo Clinic Proceedings.
 
 
Pesquisadores dos Estados Unidos conduziram uma análise sobre a relação entre o consumo de café e as causas de morte. Eles utilizaram dados do Estudo Longitudinal Aerobic Center (ACLS), o Índice Nacional de Morte, e avaliaram atestados de óbito.
 
 
Cerca de 45 mil homens e mulheres entre 20 e 87 anos de idade participaram do estudo, entre os anos de 1979 e 1998. Todos os participantes foram convidados a preencher um questionário médico e a divulgar hábitos de vida, incluindo o consumo de café, bem como o histórico médico, pessoal e familiar.
 
 
Os sujeitos do estudo foram acompanhados durante um período médio de 17 anos desde a primeira avaliação até a sua morte, ou até 31 de dezembro de 2003. Durante este tempo, houve 2.512 mortes, com 32% destas mortes causadas por doenças cardiovasculares.
 
 
Os pesquisadores dizem que quatro xícaras de café por dia pode levar a um risco de mortalidade 50% maior para aqueles com idade inferior a 55 anos. A pesquisa mostrou que aqueles que bebiam mais de 28 xícaras de café por semana tiveram um risco 21% maior de mortalidade em decorrência de morte por todas as causas, em comparação com os participantes que beberam menos de 28 copos por semana.
 
 
Para aqueles com idade inferior a 55 anos que bebiam mais de 28 xícaras de café por semana havia um risco de mortalidade 50% maior. Além disso, os pesquisadores descobriram que aqueles que consumiam maior quantidade de café estavam mais propensos a fumar, e apresentaram menores níveis de aptidão cardiovascular.
 
 
Os homens, especificamente os homens mais jovens, apresentaram sinais de aumento da mortalidade, mesmo em um número menor de consumo das 28 xícaras de café por semana, mostrando um aumento de 56% de todas as causas. 
 
Henrique Torres