Surto infeccioso de bactéria gera preocupação no mundo


Autoridades recomendam cuidados de higiene

Um surto de uma cepa mortal da bactéria Escherichia Coli (E coli) ocorreu nas últimas semanas na Europa e há preocupação das autoridades de que ele chegue a outros países. A ocorrência começou na Alemanha e chegou a outros países europeus. Já são dezoito o número de mortos no continente devido a esse surto. Nos Estados Unidos, foram identificados dois casos de infecção pela mesmo bactéria e há a preocupação de o problema se alastre.

Especialistas acreditam que a doença não deve chegar ao Brasil. No entanto, caso uma pessoa chegue de uma viagem à Europa com sintomas da doenças, como diarreia, ela deve procurar o médico imediatamente para descartar a possibilidade de ter sido infectada. E para os que estão com viagens marcadas para a Alemanha ou outros países com casos da doença, é uma boa ideia evitar a ingestão de alimentos crus.

A higienização das mãos e ambientes tem um papel fundamental para conter surtos de bactérias.  
Os infectologistas afirmam que a limpeza apropriada doa ambientes e lavagem das mãos em água corrente previvem o alastramento. Essa medida é muito importante nos voos internacionais, por parte dos passageiros e das próprias companhias aéreas.

A origem da contaminação ainda é uma incógnita. Inicialmente pensava-se que os responsáveis pela contaminação seriam os pepinos espanhóis, mas a hipótese já foi descartada. As autoridades britânicas recomendam que quem chega à Alemanha deve evitar consumir frutas, legumes e verduras crus até que a causa do problema seja identificada.

No Brasil, a Anvisa (Agência de Vigilância Sanitária) informa que está monitorando o problema e que não deverá tomar medida com relação aos legumes importados da Espanha.

A Escherichia Coli é uma bactéria que está presente no trato intestinal das pessoas e dos animais e muitas de suas cepas não são patogênicas, ou seja, não causam doenças.

Por: AgComunicado