Sono Pobre e Insuficiência Cardíaca


Pessoas que têm dificuldade para dormir podem ter um risco aumentado de insuficiência cardíaca, dizem pesquisadores. Veja como se deu o estudo!

Sono Pobre e Insuficiência Cardíaca
 
 
Pessoas que têm dificuldade para dormir podem ter um risco aumentado de insuficiência cardíaca, dizem pesquisadores. O estudo, publicado no Jornal do Centro Europeu, seguiu mais de 50.000 pessoas por 11 anos. Os cientistas descobriram que aqueles que sofreram de várias noites de sono pobre eram mais propensos a desenvolver a condição, em que o coração falha e não bombeia o sangue corretamente.
 
 
Os especialistas dizem que mais pesquisas são necessárias para ver se a falta de sono provoca insuficiência cardíaca ou a ligação é mais complexa. "Felizmente muitas das coisas que reduzem a possibilidade de insuficiência cardíaca também reduzem a insônia; como uma boa dieta, exercício, perda de peso e não fumar", diz o Dr. Tim Chico da Universidade de Sheffield.
 
 
Os Cientistas da Universidade Norueguesa de ciência e tecnologia olharam para mais de 50.000 pessoas com idades entre 20 e 89 anos. No início do estudo, nenhum deles foi diagnosticado com insuficiência cardíaca. Nesta condição, em que os músculos do coração estão frequentemente muito fora de forma para fazer seu trabalho corretamente, eles podem ser muito fracos ou demasiado duros para bombear o sangue ao redor do corpo na pressão correta.
 
 
Mais de 750.000 pessoas no Reino Unido têm insuficiência cardíaca e para a maioria não existe cura. Pessoas com o transtorno podem se sentir cada vez mais ofegantes e exaustos. E enquanto se agrava a insuficiência cardíaca, pode ser difícil obter um completo descanso. O medicamento Digoxina aumenta a força contrátil do miocárdio e por isso é indicado para pacientes com insuficiência cardíaca. 
 
Henrique Torres