Sinais da Existência do Parkinson


Veja quais são os sinais que mostram o Parkinson agindo no homem.

Sinais da Doença de Parkinson
 



Também está presente a rigidez e resistência ao movimento do membro causada por aumento do tônus muscular, uma contração excessiva e contínua dos músculos. No parkinsonismo, a rigidez pode ser uniforme (rigidez do tubo de chumbo) ou ratchety (rigidez de roda dentada). A combinação do tremor e tom maior são considerados a origem da rigidez de roda dentada. A Rigidez pode estar associada com dor nas articulações; essa dor sendo uma frequente manifestação inicial da doença. Nos estágios iniciais da doença de Parkinson, muitas vezes, a rigidez é assimétrica e tende a afetar o pescoço e ombro antes de os músculos da face e extremidades. Com a progressão da doença, a rigidez, normalmente, afeta todo o corpo e reduz a capacidade de se mover.

 

A Instabilidade postural é típica nos estágios finais da doença, levando a deficiência de equilíbrio e quedas frequentes, e secundariamente a fraturas nos ossos. A Instabilidade é frequentemente ausente nas fases iniciais, especialmente em pessoas mais jovens. Até 40% dos pacientes podem experimentar quedas e cerca de 10% podem ter quedas semanais, com número de quedas, estando relacionados com a gravidade da DOENÇA DE PARKINSON. Outros reconhecidos sinais e sintomae incluem distúrbios da marcha e postura, como baralhar os passos e uma postura de flexão para frente ao caminhar rápido, fala e deglutição perturbações, incluindo distúrbios da voz, expressão de rosto como máscara ou pequeno manuscrito, embora a gama de possíveis problemas de motor que pode aparecer seja grande. Geralmente, os pacientes têm menos dificuldade quando algum tipo de sinalização externa é fornecido.

Henrique Torres