Saiba quais são as formas corretas de descartar medicamentos vencidos


Conheça as medidas necessárias e seguras para dar fim aos remédios fora do prazo de validade

É raro encontrar alguém que não tenha em casa a sua “mini farmácia”, com remédios para dor de cabeça, febres, antigripais, contra cólicas menstruais e outros incontáveis problemas. Alguns nem chegam a ser consumidos e perdem o prazo de validade. Quando isso ocorre, você sabe como descartá-los?

Existem algumas medidas especiais na hora de descartar esse produtos e muitos consumidores ainda não as conhecem. Medicamentos líquidos, como xaropes e alguns antibióticos, devem ser jogados na pia ou vaso sanitário e seu recipiente deverá ser lavado, pois isso evitará que outras pessoas consumam os resquícios e sofram intoxicação.

No Brasil, as leis que orientam esses descartes se aplicam apenas para órgãos de saúde públicos e  privados (no qual os medicamentos e outros lixos hospitalares são incinerados). Mas para o resto da população, não há uma regulamentação e faltam informações sobre o assunto. As orientações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) são voltadas para os medicamentos de tarja preta, que fora do prazo de validade, devem ser entregues à vigilância sanitária da cidade.

O ideal é que o medicamento vencido seja encaminhado para farmácias ou postos de saúde,  aonde  serão descartados adequadamente junto com com o lixo produzido pelo estabelecimento. Entretanto, as farmácias não são obrigadas a realizar essa assistência.

A Faculdade Oswaldo Cruz realizou recentemente, uma pesquisa com cerca de mil pessoas da cidade de São Paulo. O resultado indicou que apenas 2,7% dessas pessoas receberam alguma orientação sobre o descarte de remédios vencidos;  75,32%  descartam os remédios no lixo domiciliar, 6,4% descartam na pia ou vaso sanitário e cerca de 92,5%  nunca questionaram se havia uma maneira correta para descartar os remédios.

Por: AgComunicado