Quais as taxas ideais de colesterol?


Niveis elevados do colesterol podem causar sérios danos ao organismo. Saiba como se prevenir.

 
As doenças cardiovasculares tem sido a principal causa de morte nas sociedades industrializadas, por isso, é fundamental ter ciência dos fatores de risco e os limites para os valores do colesterol. 
 
Sabemos que o colesterol é essencial para o organismo e desempenha funções vitais, além de servir de matéria-prima para a produção de hormônios que regulam a digestão de vitamina D. Conhecido como gordura, o colesterol se comporta como um lipídeo, circulando pelo organismo, acoplado em moléculas chamadas lipoproteínas, que são responsáveis por distribuir e reciclar o colesterol. Conforme a carga de colesterol que as moléculas carregam, elas podem ser de dois tipos: LDL, como colesterol ruim e o HDL, o colesterol bom.
 
Os níveis elevados de colesterol, podem causar sérios danos ao organismo. Pensando nisso, listamos os fatores considerados ideais, para os níveis de colesterol no sangue:
 
- Adultos saudáveis;
É necessário que o LDL seja menor que 160 e o HDL, acima de 40. O colesterol total não pode ultrapassar 200 mg/dl
 
- Pacientes com doenças coronarianas ou diabetes;
Nesses casos, o LDL tem que ser menor que 100 e o HDL, acima de 45. 
 
- Pacientes que apresentam mais de dois fatores de risco (fumo, histórico familiar hipertensão ou obesidade);
O LDL tem que ser abaixo de 130 e o HDL, acima de 45. 
 
Em casos de pacientes que apresentam dificuldades no controle desses níveis, especialistas recomendam o medicamento Sinvastatina, que auxilia na redução do colesterol. 
Para medir e manter o controle dos níveis de colesterol, especialistas indicam pessoas entre 35 e 40 anos. No entanto, pacientes que apresentam doença aterosclerótica ou possui histórico da doença familiar, deve medir os níveis do colesterol a partir dos 15 e 20 anos.
 
Analisar os níveis de colesterol e o conjunto de fatores de risco que a pessoa é exposta regularmente, é fundamental. Assim como, fazer uma analise dos hábitos alimentares, também é necessário. Equilibrar uma dieta saudável com medicamentos que auxiliam no controle e na redução das altas taxas de colesterol, é o mais recomendado pelos especialistas.