Psoríase Aumenta o Risco de Pressão Alta


A psoríase é uma crítica doença inflamatória não transmissível que afeta mais de 125 milhões de pessoas. Veja como ela pode levar a outras doenças!

A Organização Mundial de Saúde (OMS) recentemente começou a sensibilização para os riscos que vêm com pressão alta, e com isso recomenda-se que os profissionais de saúde e médicos rotineiramente procurem o estado de saúde em pessoas com psoríase, uma ação elogiada pela Federação Internacional das Associações de Psoríase (IFPA). Problemas associados com a pressão arterial elevada causam mais de 9 milhões de mortes anualmente em todo o mundo e afetam mais de um em cada três adultos, de acordo com a OMS.
 
 
A psoríase é uma crítica doença inflamatória não transmissível que afeta mais de 125 milhões de pessoas a nível internacional. As pessoas com psoríase são conhecidos por terem um risco elevado de desenvolver graves condições co-mórbidas, tais como: ideação suicida, diabetes (que pode ser tratada com o medicamento Victoza), artrite psoriática e depressão. Além disso, a psoríase está ligada a uma maior incidência de hipertensão - um fator de risco grave para a doença cardiovascular. A pressão arterial elevada também está ligada a vários fatores de risco comportamentais, incluindo: consumo excessivo de álcool, inatividade física e ingestão de sal.
 
 
Lars Ettarp, presidente do IFPA, comentou: “Os profissionais de saúde precisam reconhecer o elevado risco de que as pessoas com psoríase transportam para desenvolver a pressão alta, e devem-se incluir testes regulares para hipertensão e outros fatores de risco conhecidos para a doença cardiovascular neste grupo de doentes. Há estudos que indicam que o tratamento da psoríase cedo e de forma eficiente reduz o risco de co-morbidades, tais como pressão arterial elevada, e isso precisa ser levado em conta na elaboração de um regime de tratamento para um indivíduo com psoríase".
 
Henrique Torres