Proteger Bebês de Certos Alimentos e Ácaros Pode Prevenir Asma


Proteger os bebês de alimentos altamente alergénicos e ácaros durante seu primeiro ano de vida poderia prevenir a asma durante a infância, veja como!

Proteger Bebês de Certos Alimentos e Ácaros Pode Prevenir Asma
 
 
Proteger os bebês de alimentos altamente alergénicos e ácaros durante seu primeiro ano de vida poderia prevenir a asma durante a infância, sugere um novo estudo. Em um estudo revolucionário, liderado pelo Professor Hasan Arshad, consultor em alergia do Hospital Geral de Southampton e publicado na revista Thorax, pesquisadores descobriram que risco de um bebê ter asma é reduzido por mais da metade se o contato com disparadores de alergia desde o nascimento até os 12 meses é monitorado.
 
 
O Prof Arshad, que também é diretor do centro de investigação de alergia na ilha de Wight e David, disse: "Embora ligações genéticas sejam, indiscutivelmente, o mais importante fator de risco para asma em crianças, fatores ambientais são o outro componente crítico". Observa-se que este estudo foi pequeno, no entanto, é significativo porque o resultado foi mais uma queda de 50% no fator de risco para a asma, quando foi introduzido o controle do ambiente de uma criança.
 
 
Ele concluiu: "Nossa constatação de uma redução significativa na asma usando a dupla intervenção de evasão de ácaro de poeira e modificação da dieta é única em termos da natureza global do regime, o comprimento do seguimento e o tamanho do efeito observaram".
 
 
João Batista e seus colegas analisaram 120 pacientes com história familiar de alergia, que foram considerados com alto risco de ter alergia ao nascimento há 23 anos. O seu objetivo era explorar se a mães que amamentam e seus filhos que seguiram uma dieta exata, em combinação com o uso de colchão de vinil, cobre e pesticidas para eliminar os ácaros da poeira, tiveram uma diminuição do risco de desenvolver asma.
 
 
Aerolin Sapray é um medicamento que já tem sido utilizado por diversos anos para tratar pacientes com asma brônquica.
 
Henrique Torres