Preço de remédios ficarão mais altos neste mês


Percentual de aumento ainda não foi calculado pela Anvisa

O consumidor deve se preparar para o reajuste anual nos preços dos medicamentos. O percentual de aumento previsto para este ano ainda não foi definido pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), mas a previsão é que ele aconteça nos próximos 30 ou 40 dias, conforme informações da entidade.

No mês de março de cada ano são feitos cálculos dos índices que irão compor o reajuste.

A lista de remédios que serão atingidos com o aumento também não é conhecida por enquanto. Isso só acontecerá depois do final do levantamento e com a aprovação da Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (Cmed), da Anvisa.

Em 2010, o aumento máximo atingiu 4,83%, e entrou em vigor no último dia de março, abrangendo mais de 18 mil produtos. A lista não incluiu medicamentos fitoterápicos ou homeopáticos.

Há um ano, ocorreu uma divisão de três categorias de reajustes, de acordo com a participação dos genéricos. Para as classes com participação igual ou superior a 20%, o reajuste foi de 4,83%; para as com percentual entre 15% e 20%, foi de 4,64%; e da classe com participação de genéricos menor de 15%, o acréscimo foi de 4,45%. Em 2009, o teto do reajuste foi de 5,9%. Na época, o aumento atingiu cerca de 20 mil medicamentos.

Fonte: Agência Comunicado