Por que fazemos promessas para o Ano Novo?


Em geral, deixamos para o ano novo conquistas que consideramos difíceis de realizar

 Não são poucas as pessoas que fazem promessas para o ano novo, como deixar de fumar, de beber, perder peso, fazer exercícios, entre outras mudanças de hábitos. Elas costumam ser feitas lá pelo mês de dezembro, no final do ano, com o objetivo de serem iniciadas assim que o primeiro minuto do ano novo começar. Há quem brinde a passagem do ano com uma derradeira taça de espumante e diga que não beberá mais. Em geral, essas promessas não se cumprem, porém existem, é claro, exceções.
 
O motivo que nos leva a fazer promessas “para o ano que vem” é a vontade de efetivamente mudar um mau hábito ao mesmo tempo em que o prolongamos por mais um tempinho (os últimos dias do ano, até a virada). E quando chega mesmo a hora de colocar em prática o sacrifício – mudar exige algum sacrifício, mesmo que apenas inicial – não é raro desistirmos depois de pouco tempo.
 
Para que as mudanças se efetivem, elas não precisam se iniciar em uma data específica. Elas podem começar a qualquer momento, desde que a determinação e a força de vontade sejam fortes. E mudanças não precisam ser radicais. Por exemplo, se o hábito de ingerir bebidas alcoólicas se tornou um fardo, um risco à saúde própria e aos outros, se há alcoolismo envolvido, vale buscar a abstinência e ajuda médica/ psicológica. Porém, se a questão for de exageros nas ocasiões sociais apenas, pode ser uma boa ideia restringir o consumo a apenas um drinque (e jamais dirigir depois, claro). Desta forma, a pessoa não se priva completamente e deixa de lado o comportamento de risco. Se ela não for capaz de praticar essa moderação, com certeza é o caso de buscar ajuda especializada.
 
No caso de parar de fumar, é muito difícil parar totalmente, de uma vez só. Em geral, são necessárias várias tentativas. Por isso, se você prometeu parar de fumar em 2013 e já acendeu um cigarro, tente de novo. Tente quantas vezes forem necessárias e acredite: depois de um (bom) tempo, não mais terá vontade de fumar. Pode levar anos, mas esse dia chegará. E não será maravilhoso?
 
Por: AgComunicado