Poderia o chocolate quente melhorar o poder intelectual em idosos?


Estudo inicial sugere que o chocolate quente poderia melhorar o poder intelectual em idosos, mas o autor diz que é muito cedo para recomendar um copo noturno de chocolate quente diário.

 
 
Estudo inicial sugere que o chocolate quente poderia melhorar o poder intelectual em idosos, mas o autor diz que é muito cedo para recomendar um copo noturno de chocolate quente diário. As preliminares trazem novos links que apontam que duas xícaras de chocolate quente por dia melhoram as habilidades de memória em idosos que tinham baixos níveis de fluxo sanguíneo em seus cérebros.
 
 
Então, você deve começar estocando chocolate em sua casa? Não necessariamente. A pesquisa é muito limitada para provar que o cacau impulsionou diretamente a capacidade intelectual das pessoas com menor fluxo de sangue no cérebro, e os resultados não dizem nada sobre os efeitos em longo prazo.
 
 
Além disso, beber dois copos de uma bebida doce a cada dia pode causar ou agravar a obesidade, que além de causar doenças como diabetes (doença esta que pode ser tratada com o medicamento Victoza), beber dois copos de uma bebida doce a cada dia também está ligado ao declínio na função cerebral.
 
 
O autor do estudo é o Dr. Farzaneh Sorond, professor assistente de neurologia na Harvard Medical School. Ele diz: "Eu prefiro que as pessoas esperem até que se descubra como obter o benefício sem as calorias, o açúcar e a gordura que vem do cacau".
 
 
Ainda assim, a pesquisa está permitindo que os cientistas obtenham um melhor controle sobre um tema um tanto misterioso - o fluxo de sangue no cérebro. As células do cérebro conhecidas como neurônios precisam de combustível para fazer o seu trabalho, e o sangue o fornece.
 
 
O Dr. Andrew Scholey, diretor do Center for Human Psychopharmacology na Universidade de Swinburne, da Austrália disse: "O cérebro é um órgão ganancioso, com apenas 2 por cento da massa corporal e 20 por cento das necessidades de energia, é preciso um suprimento constante de sangue para entregar os combustíveis metabólicos de glicose e oxigênio. O fluxo sanguíneo para o cérebro reduz com o envelhecimento, e isso se correlaciona com declínio cognitivo e mental".
 
 
Pesquisas anteriores já haviam ligado o cacau, que é encontrado em chocolates, para benefícios de saúde. No novo estudo, os pesquisadores queriam descobrir se isso afetaria o fluxo de sangue no cérebro, e a inteligência em si. 
 
 
Os pesquisadores recrutaram 60 pessoas com uma idade média de 73 anos e atribuiu-lhes 30 dias para eles beberem cacau rico em flavonóides - que está ligado à melhora do fluxo sanguíneo - ou beber cacau pobre em flavonóides. O cacau especial foi fornecido pela Mars Inc., mas a empresa não teve qualquer outra função no estudo.
 
 
Dezoito pessoas haviam prejudicado o fluxo de sangue no cérebro quando o estudo começou. Quase todos os 60 participantes tinham pressão arterial elevada e metade tinha alguma forma de diabetes. Quase todos - 85 por cento - eram brancos.
Henrique Torres