Pílula da Inteligência: Já é uma realidade no mundo


Saiba mais sobre esse recurso para manter o cérebro em perfeita atividade

Você está atarefado, precisa trabalhar, estudar, ler, se preparar para provas, para concursos, entre tantas outras atividades. Mas nem sempre consegue manter o foco, muitas vezes se dispersa para uma outra atividade, isso quando o desejo não é simplesmente “apagar”, se “desligar” do mundo. E se a solução fosse tomar uma pílula da inteligência? E ela existe!


Há muitos anos cientistas têm estudado e criado fórmulas com o intuito de manter a cognição cerebral. E é comum nos dias de hoje encontrar pessoas que se dizem “viciadas” em café ou que em dias mais intensos de estudo e provas se utilizam dos energéticos para manter o foco, ou seja, manter o cérebro ativo não é algo que tem interessado apenas aos cientistas.


Mas o que é a pílula da inteligência?
Algumas substâncias refletem sobre o funcionamento cerebral e ajudam a aumentar o poder de cognição. O piracetam é uma substância que estimula a circulação sanguínea no cérebro, o que reflete sobre o estado de atenção. Essa droga teria o poder de agir sobre os neurotransmissores do cérebro.


Um medicamento antialérgico de nome dimebolina, criado por cientistas russos, tem o poder de despertar o estado de atenção de forma segura. 


Essas substâncias estudadas de maneira isolada como “agentes” do bom funcionamento cerebral são apenas uma prévia do que virá a ser e pílula da inteligência.


Algumas drogas têm sido desenvolvidas com o intuito específico de “turbinar” o cérebro. 


O modafinil é um medicamento desenvolvido para o tratamento da narcolepsia, caracterizada pelo sono excessivo. É uma droga que ajuda a despertar o estado de atenção e que reflete sobre a cognição. Efeitos colaterais como a irritabilidade, palpitações, aumento da pressão arterial, entre outros, podem surgir por conta da ingestão frequente do medicamento.


Pode parecer absurdo, mas a cafeína que é uma substância tão utilizada com o intuito de manter o foco, também pode causar as mesmas reações que o modafinil.


Em dias de muita pressão, em que se precisa ler muito, estudar muito, realizar várias tarefas quase que ao mesmo tempo... Você se renderia ao consumo da pílula da inteligência?


Será que a pílula pode “prometer” a inteligência já que manter o foco em atividades não quer dizer necessariamente que algo esteja sendo agregado ao conhecimento?

 

Daiana Barasa