Pesquisadores descobrem como reagimos à proteína dander encontrada no pelo dos gatos


Existe uma proteína presente no pelo dos gatos denominada dander. Essa proteína está diretamente ligada as reações alérgicas como: tosses, espirros, erupções cutâneas etc. Saiba mais sobre essa descoberta.

Como o pelo dos gatos estimula reações alérgicas em humanos?
 
Pesquisadores descobriram uma proteína chamada dander, causadora das reações alérgicas na pele.
 
Uma equipe de pesquisadores da Universidade de Cambridge, descobriu como nosso sistema imunológico reage ao detectar a proteína do pelo de gato, conhecida por desencadear reações alérgicas como tosses e espirros.
 
A proteína dander, estudada pelos pesquisadores, encontra-se na saliva, na pele e fezes do gato. Esse alérgeno é difícil de evitar, porque ele “gruda” nas roupas, sapatos e paredes da casa. De acordo com dados da pesquisa, os estudiosos puderam compreender como as proteínas alérgenas dos gatos, ativam as células imunes.
 
Ao compreender o mecanismo que desencadeia a reação inicial no organismo, a utilização de medicamentos específicos será mais eficaz. De forma que, os pesquisadores poderão desenvolver medicamentos que causem impactos diretos nas reações alérgicas iniciais e auxiliem no tratamento e prevenção de alergia a gatos.
 
As reações alérgicas ocorrem quando o sistema imunológico reconhece alguma substância como inimiga e responde exageradamente a esse perigo. Nesse momento, as células são estimuladas a liberar substâncias que lesam os tecidos circunjacentes. Os alérgenos que estimulam a resposta imunológica podem ser encontrados no pelo dos gatos, em uma partícula de pó, no pólen de uma planta, em um medicamento ou até mesmo, em um alimento.
 
Especialistas recomendam o medicamento Dexametasona em casos de reações alérgicas aos pelos dos gatos, pois Dexametasona atua como antialérgico e antiinflamatório.
 
O ideal é manter o ambiente sempre limpo, manter-se longe dos gatos e garantir a boa ventilação da casa para evitar a concentração de poeira.