Pesquisa Revela Relação Entre Ansiedade dos Pais com a dos Filhos


Confira como a ansiedade dos pais refletem em seus filhos

Pesquisa Revela Relação Entre Ansiedade dos Pais com a dos Filhos
 
 
Ao invés de olhar particulares do diagnóstico em crianças, os cientistas recolheram informações sobre se estas crianças tinham experimentado algumas mudanças frequentes de humor, se elas tinham se metido em brigas ou se elas tinham algum sentimento de ansiedade, explicou a Dra. Anne Lise Kvalevaag. O sentimento de ansiedade e angústia sentido por um dos pais também influenciam o feto, podendo causar problemas posteriores. A ansiedade pode ser reduzida por medicamentos como o Lorax.
 
 
Altos níveis de angústia psicológica e ansiedade foram relatados por 3% dos pais. A equipe descobriu uma ligação entre a saúde mental do pai e o desenvolvimento de uma criança. As crianças que tiveram as questões emocionais com mais de 3 anos de idade foram aqueles cujos pais eram o mais angustiados. Os pesquisadores apontam que este estudo não demonstrou uma associação direta de causa e efeito.
 
 
Os autores explicaram que existem várias hipóteses possíveis que podem esclarecer a relação de causa e efeito. Por exemplo, a Dra. Kvalevaag explicou, os pais podem ter passado um risco genético para a criança. A saúde mental da mãe também pode ter influenciado por meio da depressão do pai, portanto, causando um efeito sobre o feto, sugeriu outro cientista.
 
 
"Se um pai é altamente angustiado, isso poderia afetar a secreção de hormônios da mãe durante a gravidez, que poderia afetar seu sono e seu próprio estado mental" disse o Dr. Daniel Armstrong, professor de Pediatria e diretor do centro de desenvolvimento infantil da Universidade de Miami Miller School of Medicine Mailman.
 
 
Henrique Torres