Perigo nas alturas!


O uso excessivo de saltos altos causam danos à saúde.

 O acessório mais desejado pelas mulheres, responsável pelo toque de sofisticação, sensualidade e elegância no visual feminino pode também ser o causador de problemas de saúde – principalmente  ligados à postura – quando utilizado em excesso. 
 
O salto alto é peça-chave na moda, paixão dos fashionistas e toque final que as mulheres desde cedo aprendem a utilizar. O processo de adaptação ao formato e à maneira de andar “nas alturas” pode ser longo para algumas e mais natural para outras. No entanto, seja por estilo ou necessidade profissional, o uso constante pode acarretar dor nas costas, joelhos, tornozelos e pés. Tais efeitos surgem devido à biomecânica do passo, que fica alterada ao se utilizar um sapato com salto alto. O peso do corpo não é devidamente distribuído e a pressão fica voltada para a frente, provocando uma sobrecarga.
 
O uso excessivo do salto alto causa alterações na maneira de pisar. Desvios na coluna, maior tensão na região lombar, hiperlordose, desenvolvimento de hérnia de disco e o encurtamento da musculatura da panturrilha são problemas diagnosticados pelos fisioterapeutas. A partir de uma avaliação, estes profissionais podem apontar as melhores soluções para buscar reverter a situação. Sessões de alongamentos que promovem o relaxamento dos músculos e exercícios para fortalecer todas as regiões envolvidas são algumas formas de amenizar as dores provocadas pelo uso constante do salto alto. 
 
Em alguns casos, podem ser prescritos medicamentos analgésicos ou antiinflamatórios, porém a solução permanente acontece por meio do tratamento fisioterapêutico.
 
Em todo caso, não é necessário se desfazer totalmente do charme do salto alto, e sim ficar atenta à frequência do seu uso. Vale dar um descanso aos pés, e utilizar sapatos com saltos mais baixos e confortáveis que garantam maior suporte ao corpo durante a caminhada.
 
Por: AgComunicado