Peixe: pouco calórico e muito nutritivo


Conheça os benefícios de incluí-lo mais vezes no cardápio.

 O peixe, em sua variedade de espécies, deveria estar mais presente no cardápio brasileiro. Segundo dados do Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA), o consumo de pescados no Brasil é de 6,8 quilos por habitantes durante o ano, sendo que a recomendação feita pela Organização Mundial da Saúde (OMS) é praticamente o dobro: 12 quilos. 
 
Considerado por diversos especialistas como um alimento completo, por ser uma fonte rica em nutrientes benéficos à saúde e ao bem-estar e pouco calórico, o peixe é encontrado em uma vasta diversidade de tipos e benefícios para cada parte do organismo humano. No entanto, o modo de preparo é essencial para ressaltar suas propriedades, seja frito, assado, grelhado ou refogado.
 
O salmão, por exemplo, é muito conhecido por seu alto teor em ômega-3 e é muito consumido na culinária oriental. No Brasil, a iguaria típica é a famosa sardinha. Ela contém ácido graxo em quantidades bem aproximadas a do salmão, além de proteínas, cálcio, selênio e vitaminas B12 e D – essenciais para a boa nutrição. O consumo frequente da sardinha é capaz de reduzir o risco de infarto, baixar o nível das gorduras ruins no sangue e prevenir a osteoporose e enxaquecas.
 
Já o bacalhau, pedido quase unânime em épocas de Páscoa, têm recomendação de consumo de 2 a 3 vezes por semana, porém, seu alto valor de custo afasta consideravelmente seus compradores. Contém altos teores de vitamina A, E, B6 e B12, fósforo, magnésio, sódio e cálcio, além do ômega-3 em menores quantidades. Seus benefícios estão ligados ao bom funcionamento do coração, cérebro, vasos sanguíneos, músculos e sistema ocular.
 
Entre as inúmeras opções também são consumidos com frequência o cação em postas ou ensopado; o dourado assado ou recheado com farofa; o linguado em filés; e a pescada frita. 
 
A carne branca do peixe pode ser facilmente substituída pela carne vermelha ao menos duas vezes por semana, pois variedade é o que não falta!
 
Por: AgComunicado