Pare de usar o IMC como medida de saúde


Um novo estudo mostra que muitas pessoas que o calculo do peso pelo IMC ( índice de massa corporal) estão em perfeito estado de saúde de acordo com as medidas cardio metabólicas.

Um novo estudo mostra que muitas pessoas que o calculo do peso pelo IMC ( índice de massa corporal) estão em perfeito estado de saúde de acordo com as medidas cardiometabólicas. Estima-se que milhões de adultos são classificados erroneamente como saudável ou não saudável quando o IMC é utilizado como indicador de saúde único. O estudo fornece mais evidências que apoia a ideia de que o índice de massa corporal de uma pessoa (IMC = peso em kg dividido pela altura em m2) é uma medida pouco acertiva de saúde.

O estudo liderado por uma professora assistente de psicologia na Universidade da Califórnia em Los Angeles (UCLA), analisou a relação entre IMC e a saúde cardiometabólica usando dados mais recentes. Os dados de saúde disponíveis pelo NHANES (National Health and Nutrition Examination Survey – Estados Unidos ) dá medidas de pressão sanguínea, triglicéridos, colesterol, glucose, resistência à insulina e a proteína C-reativa.

A professora disse que muitas pessoas vêem a obesidade como uma sentença de morte. Mas os dados mostram que há dezenas de milhões de pessoas que estão com sobrepeso e obesas e são perfeitamente saudáveis. A professora em trabalhos anteriores de seu laboratório, que é especializado em dieta, estresse e saúde, também não encontrou nenhuma ligação clara entre perda de peso e melhorias na pressão arterial, diabetes, colesterol, glicose e outras medidas de saúde.

A professora pretende agora estudar as pessoas com IMC elevado que são muito saudável. Incentiva-se as pessoas a obsecadas em com seu peso a se concentrar em seguir uma dieta saudável e fazer exercícios regularmente. O estudo confirma quão falho é o IMC como um indicador de saúde.

 

Redação