Outubro Rosa: Alertas e mitos em torno do câncer de mama. Confira o vídeo ensinando o autoexame


Todos no combate ao câncer de mama

 

Outubro Rosa :)

O mês outubro foi dedicado para alertar as  mulheres sobre a importância de atentar-se à alguns métodos  preventivos e sinais de risco para o combate  ao câncer de mama. Hábitos diários, alimentação, vida sedentária e quadros clínicos na família, tudo isso deve ser levado em conta.  

Vamos conferir alguns fatores de risco: 

- Mulheres com idade superior a 50 anos apresentam maiores riscos 

- Ter filhos após os 30 anos de idade, ou não ter filhos 

- Histórico familiar de pessoas que já tiveram a doença 

- Vida sedentária e má alimentação 

Principais sintomas: 

- Irritação na pele ou surgimento de franzidos ou irregularidades 

- Dor nos mamilos ou inversão (para dentro) 

- Descamação ou irritação no mamilo 

- Caroço nas áxilas 

- Saída de secreção pelo mamilo (quando não é leite) 

- Mulheres que iniciaram a menstruação cedo (a partir dos 11 anos) e que entrarão na menopausa entre os 55 anos correm maiores riscos 

O instituto Nacional do Câncer de Mama aponta que a enfermidade é uma das principais causas de morte entre as mulheres de todo o Brasil. A doença provoca medo devido também afetar o organismo e a aparência física.  

Para detecção precoce do câncer de mama é importante comparecer anualmente a uma consulta com o médico ginecologista. Assim como a mamografia são realizados outros tipos de exames também preventivos contra doenças que atingem as mulheres, como o câncer no colo do útero. Mulheres a partir dos 40 anos, principalmente, devem realizar o exame com maior frequência.  

O exame na mama pode ser realizado pela própria mulher, a partir dos 20 anos de idade. O indicado é que o procedimento seja feito no fim do período menstrual.  

Confira o vídeo e faça o autoexame em casa:

Mitos em relação ao surgimento do câncer de mama

Aborto: Muitas pessoas contrárias ao aborto afirmam que a prática é uma das causas do câncer de mama, algo que não existe nenhuma comprovação científica. Aborto espontâneo também não eleva o risco de câncer de mama. 

 

Implante de prótese de silicone: A prótese de silicone quando colocada forma uma cicatriz que pode dificultar a detecção de um possível tumor ou mudança no tecido. No exame da mamografia a prótese dificulta a visualização do tecido mamário. Mas a cirurgia e o silicone em si não contribuem para o câncer de mama e tampouco eleva os riscos.  

 

Alimentos com agrotóxicos: Não existe nenhum tipo de estudo comprovado de que agrotóxicos causam câncer de mama 

 

Uso de antitranspirantes: Comenta-se com muita frequência na internet que os desodorantes podem ser possíveis causadores do câncer de mama, mas não existe nenhuma comprovação em torno do assunto.  

Juliana Rodrigues