Os Sintomas da Doença Arterial Periférica


Saiba quais são os sinais de surgimento da doença arterial periférica.

Sintomas da doença arterial periférica

Apesar de a doença arterial periférica fazer as pernas das pessoas doerem ou fazer com que se sintam cansados quando caminham ou se exercitam, um sintoma que médicos chamam de "claudicação" pode ajudar. Este sintoma apresenta-se como uma cãibra e uma das melhores coisas a fazer é andar mais, diz Stanley.

"Quando o paciente anda mais o mais provável é que eles desenvolverão poucos \'desvios\' dos vasos sanguíneos, chamados \'colaterais\' ao redor da obstrução", explica. A grande maioria das pessoas pode desenvolver estes vasos que irão aliviar a dor. Mas em algumas pessoas, a doença arterial periférica já ficou ruim o suficiente para causar dor ou dormência, mesmo quando a pessoa esteja dormindo, algo chamado de "dor de descanso". Stanley diz que esta dor muitas vezes desperta pacientes do sono. Na maioria das vezes ocorre na sola dos pés e aquele que sofre dela pode se sentir como se alguém tivesse envolvido uma atadura em torno do seu pé. Este nível de sintomas é sinistro, diz ele, porque ele indica uma obstrução mais grave sem vasos colaterais adequados.

Outro sinal de doença arterial periférica grave é o desenvolvimento de feridas dolorosas, ou úlceras, nos pés e dedos dos pés. Estas ocorrem porque o fluxo sanguíneo que passa para a perna não é suficiente para alimentar o tecido, que começa a se quebrar. Pessoas com diabetes (doença que pode ser controlada com medicamentos como o Victoza), cujos corpos têm um tempo especialmente difícil de cura, estão em maior risco. Se não tratada a pele da úlcera pode piorar e até mesmo se transformar em gangrena, muitas vezes levando à amputação.
 
Henrique Torres