Os Sinais Precoces da Doenças de Alzheimer


O cérebro de um paciente com Alzheimer é menor em comparação com o de uma pessoa saudável.

Um estudo, publicado no Lancet Neurology, mostra diferenças nos cérebros de pessoas destinados a desenvolver uma forma precoce da doença de Alzheimer.

Especialistas disseram que o estudo dos Estados Unidos pode dar mais tempo aos médicos para tratar as pessoas.

A doença de Alzheimer começa muito antes que alguém a note; estudos anteriores mostraram um efeito sobre o cérebro de 10 a 15 anos antes dos sintomas.

É só depois, quando morrem bastantes células do cérebro, que os sinais de demência começam a aparecer - algumas regiões do cérebro terão perdido até 20% de suas células cerebrais antes que a doença se torna perceptível.

Sinais de demência:

· Lutar para se lembrar de eventos recentes

· Problemas após conversas

· Esquecer os nomes dos amigos ou objetos

· Repetir-se

· Problemas com o pensamento ou raciocínio

· Confusão em lugares familiares

No entanto, médicos temem que tanto que o cérebro vá se degenerado, que nesta esta altura será tarde demais para tratar pacientes.

Uma equipe do Instituto Banner Alzheimer no Arizona analisou um grupo de pacientes que têm a doença de Alzheimer. Uma mutação genética significa quase sempre que a doença começa em seu aos 40 anos. A doença de Alzheimer normalmente fica evidente após 75 anos de idade.

Varreduras feitas no cérebro de 20 pessoas com a mutação, com idades entre 18 e 26, já mostraram diferenças em comparação com aquelas 24 pessoas que não estavam destinadas a desenvolver a doença de Alzheimer precoce.

O líquido que banha o cérebro e a medula espinhal também tinha níveis mais elevados de uma proteína chamada beta-amiloide.

Henrique Torres