Os Sinais da Bulimia


Veja aqui quais são os sinais de surgimento da bulimia.

Sinais da Bulimia


Estes são alguns dos muitos sinais que podem indicar se alguém tem bulimia nervosa:


    fixação do número de calorias consumidas
    exagero quanto ao próprio peso
    baixa autoestima
    pressão arterial baixa
    ciclo menstrual irregular
    constantes viagens ao banheiro
    depressão


Tal como acontece com muitas doenças psiquiátricas, delírios podem ocorrer conjuntamente com outros sinais e sintomas, deixando a pessoa com uma falsa crença de que não é comumente aceita pelos outros.


A pessoa também pode sofrer complicações físicas, tais como as convulsões epilépticas, arritmias cardíacas e fraqueza muscular.


Pessoas com bulimia nervosa também podem chegar a um ponto que exclui outras atividades.


Adolescentes com bulimia nervosa são mais propensos a se autoimporem um perfeccionismo exagerado e questões de compulsividade de comer em comparação com os seus pares. Isto significa que as expectativas e metas irrealistas que estes indivíduos estabeleceram para si próprios são internamente motivadas por pontos de vista sociais ou expectativas de outras pessoas ou da sociedade como um todo.


Existem dois subtipos de bulimia nervosa:


    O bulímico purgante que autoinduz o vômito (geralmente por desencadear o vômito ou ingerir produtos purgantes) para remover rapidamente os alimentos do corpo antes de serem digerido, ou usar laxantes ou diuréticos.
     E os bulímicos não purgantes (cerca de 6-8% dos casos) fazem muitos exercícios para compensar a ingestão de calorias depois de comer. Estas características são baseadas em tentativas de tentar emagrecer evitando a absorção dos alimentos.


Um estudo dedicado a investigar a internalização da ideia de corpo ideal como um fator de bulimia nervosa é a pesquisa de Thompson e de Stice. O objetivo do estudo foi investigar como e em que grau o efeito de internalização da ideia de corpo magro ideal promovida pela mídia está na base do processo de surgimento da bulimia.
Henrique Torres