Os mitos e as verdades da proteção solar!


O protetor solar em pó pode ser um substituto para a loção!

 
O protetor solar em pó pode ser um substituto para a loção!
 
 
O verão é sinônimo de sol e também de atividades ao ar livre. Só que você ainda possui dúvidas se é de fato possível ficar bronzeada e ainda ter uma pele saudável? Acha que não é necessária a proteção nos dias nublados? Confiras as respostas para os mitos e as verdades da proteção solar:

Não tem como ficar bronzeada utilizando o protetor solar.
 
Mito. Com base na dermatologista Daniela Nunes, é possível você se bronzear utilizando o protetor solar. “O produto é um aliado do bronzeado bonito, afinal ele bloqueia os raios ultravioleta, que liberam radicais livres e que provocam o envelhecimento de nossa pele”, explica a médica. “Mesmo utilizando um produto que tem FPS 30 ou mais, a pele vai ficar bronzeada. O processo ocorre de maneira mais lenta e saudável, só que acontece”, explica o dermatologista Fernando Passos de Freitas. 
 
Não é necessário utilizar o filtro solar em dias nublados.
 
Mito. De acordo com a dermatologista Daniela Nunes, são em dias como estes que os cuidados com a proteção de sua pele não podem faltar. “Os raios ultravioleta tem a capacidade de atravessar as nuvens e queimar a sua pele, sem que haja a sensação de ardor, que é normal nos dias mais quentes e com sol forte. Nos dias mais cinzentos, a exposição ao sol sem o uso de filtro solar é bastante perigosa assim como em uma tarde de céu limpo, afinal de contas os raios ultravioletas podem causar o envelhecimento precoce e também câncer de pele”. De acordo com a dermatologista Karla Assed, o filtro solar é indicado, inclusive para dias nublados e longe da praia, devendo ser utilizado o filtro com o fator de proteção (FPS) 30 ou mais. A médica também indica que o produto tem que ser aplicado em torno de 30 minutos antes de sair. 

Aplicar autobronzeador é uma maneira de assegurar que você irá conquistar o bronzeado.
 
Verdade. O dermatologista Fernando Passos de Freitas esclarece que, no geral, os autobronzeadores são produtos seguros. “Eles fazem com que a pele fique bronzeada de uma forma mais rápida do que a exposição solar saudável, afinal o uso do protetor faz com que o processo fique um pouco mais lento. O autobronzeador é como se fosse tinta e normalmente não faz mal”, aconselha o médico. Para não que manche as mãos, utilize as luvas no momento da aplicação. 
 
Henrique Torres