Os Hormônios e a Genética como Causas do Câncer de Ovário


Veja a relação dos hormônios e da genética como causas do câncer de ovário!

Os Hormônios e o Câncer de Ovário
 
 
Os ovários contêm ovos e secretam os hormônios que controlam o ciclo reprodutivo. Remover os ovários e as trompas de Falópio significativamente reduz a quantidade dos hormônios de estrogênio e progesterona circulantes no corpo. Isso pode travar ou retardar o câncer de mama e o câncer de ovário que precisam desses hormônios para crescer.
 
 
A relação entre o câncer de ovário e o uso de medicamentos para fertilidade, como citrato de clomifeno, tem sido controverso. Uma análise realizada no ano de 1991 levantou a possibilidade de que o uso de drogas poderia aumentar o risco de câncer de ovário. Vários estudos têm sido realizados desde então sem demonstrar evidência conclusiva para tal ligação. 
 
 
A Genética e o Câncer de Ovário
 
 
Nos Estados Unidos, 10 a 20 por cento das mulheres com câncer de ovário têm um parente de primeiro ou segundo grau com câncer de ovário ou de mama. Mutações em qualquer um dos dois genes, BRCA1 e BRCA2, têm grande susceptibilidade de câncer de mama 1 (BRCA1) e gene de susceptibilidade de câncer de mama 2 (BRCA2), e as mulheres com tais mutações têm um risco de câncer de mama de entre 60 e 85 por cento e um risco de câncer de ovário entre 15 e 40 por cento. No entanto, mutações nestes genes são responsáveis por apenas 2 a 3 por cento de todos os cânceres de mama. Os fatores hereditários podem ser comprovados ou suspeitos de causar o padrão de câncer de mama e câncer de ovário nas ocorrências da família.
 
 
O medicamento Gemzar é indicado para o tratamento de diversos tipos de câncer, entre eles o câncer de ovário.
 
Henrique Torres