Os Diagnósticos Feitos pela Internet


Um em cada três americanos usa a Internet para ajudar com os diagnósticos

Os Diagnósticos Feitos pela Internet
 
 
Uma pesquisa nacional dos Estados Unidos com adultos mostrou que 1 em cada 3 dos americanos dizem que usam a internet para ajudá-los a diagnosticar uma doença, seja para si mesmo ou para outra pessoa. Mas, quando foram perguntados sobre para quem eles se voltariam em caso de um grave problema de saúde, se fariam uma pesquisa online ou offline, a maioria disse que eles iriam a um médico ou outros profissionais qualificados.
 
 
Estes resultados vêm de uma pesquisa feita por telefone com mais de 3.000 adultos vivendo nos Estados Unidos. A pesquisa foi encomendada pelo Pew Research Center, em Washington, DC, que publicou um relatório na terça-feira. A pesquisa, que faz parte do Pew Internet & American Life Project, e mostra que 81% dos americanos usam a internet e 59% disseram que em 2012 eles usaram a internet para encontrar informações sobre saúde. 
 
 
O relatório diz que esses números refletem o fato de que nos Estados Unidos a internet é agora parte do fluxo de informações sobre saúde, o que acontece com a maioria das pessoas, pacientes, familiares, amigos e médicos. As pessoas que utilizam dos "diagnosticos on-line" também o fazem para familiares. A pesquisa encontrou que 35 por cento dos adultos dos Estados Unidos dizem que usaram a internet especificamente para tentar descobrir se eles ou alguém da família tinham uma condição médica.
 
 
Os diagnósticos on-line são mais susceptíveis de serem feitos por mulheres do que por homens, as mulheres tendem a serem mais jovens, brancas, vivem em famílias mais abastadas e tem um diploma universitário.
 
 
Henrique Torres