Os benefícios do chá verde à saúde


Além de emagrecedor, estudos indicam que seu consumo previne o câncer

  
Seja quente ou frio, e ainda que com um sabor um tanto quanto amargo, o chá verde vem se popularizando cada vez mais nas dietas e nos hábitos alimentares dos brasileiros. São inúmeros os benefícios que esta bebida traz ao organismo. Ao sabermos mais sobre eles, fica difícil não se render ao seu consumo, que traz uma dose diária de saúde.
 
Feito com as folhas da Camellia Sinensis, o poder do chá verde está na sua composição. Ele é rico em antioxidantes (carotenoides, flavonoides e catequinas), cafeína e minerais, além da teofelina – um potente vasodilatador. A presença destes componentes é o que leva o chá verde a auxiliar na perda de peso, na diminuição das taxas de colesterol, no controle da pressão a arterial e na ativação do sistema imunológico. A bebida pode ser utilizada também em bochechos e gargarejos, sendo capaz de prevenir cáries e ajudar a combater infecções na garganta.
 
Estudos recentemente realizados por pesquisadores japoneses do Centro Nacional Epidemiológico de Prevenção conta o Câncer indicam o chá verde como um dos fatores que retardam o desenvolvimento de alguns tipos de câncer como de pele, boca, pulmão, ovário, próstata. Tais resultados positivos de devem à presença dos bioflavonoides e catequinas – substâncias com ação antiinflamatória e antioxidante – que bloqueiam possíveis alterações celulares que dão origem aos tumores malignos. Outro estudo recente mostra que três xícaras de chá verde por dia seria a quantidade ideal para ajudar a prevenir vários tipos de câncer. 
 
Mesmo com todos estes benefícios, o chá verde é popularmente conhecido por ajudar nas dietas de emagrecedoras por sua ação desintoxicante, digestiva e diurética, o que favorece a eliminação de líquidos e a perda de gordura, quando seu uso é associado a uma dieta saudável. Certamente não adianta abusar da bebida imaginando efeitos milagrosos, sem efetuar mudanças no estilo de vida. O chá verde também não substitui tratamentos medicamentosos prescritos pelo médico.
 
Quanto à nutrição, o correto é seguir as recomendações de acordo com as necessidades individuais. Nada em excesso gera benefícios. Consumido em exagero, o chá verde pode levar à gastrite e taquicardia, por conta da cafeína. O ideal é consumir a bebida em pequenas doses de 50 ml ao longo do dia. 
 
 
Por: AgComunicado