Obesidade geral e gordura localizada preveem risco cardíaco


Cálculo do IMC e da circunferência abdominal são precisos para determinar riscos quando acompanhados de dados adicionais

De acordo com um estudo da Universidade de Cambridge publicado na publicação The Lancet, as medidas para determinar a obesidade do indivíduo, como como o Índice de Massa Corporal (IMC), são eficazes para prever risco cardiovascular, assim como as estimativas de obesidade localizada, como a medida de circunferência abdominal. Este resultado contesta o entendimento anterior de que a medida de circunferência abdominal prevê com maior precisão o risco de infarto quando comparada ao cálculo baseado no IMC. 

A pesquisa foi feita com mais de 200 mil pessoas que participaram de 58 estudos. Os pesqusadores estudaram o impacto da  medida da circunferência abdominal, do IMC e da relação entre a medida do abdome e do quadril. A conclusão foi que todos têm capacidade igual de determinar riscos cardiovasculares, desde que se levem em conta outros dados adicionais como pressão arterial, diabetes e níveis de colesterol, que também são determinantes para esses problemas. 
 
Obesidade – O acúmulo de gordura no corpo está associado a mais de 30 doenças. Com relação à doença cardiovascular, não é só a gordura que é responsável por esses problemas. A medida da circunferência do abdome é determinante para o risco cardiovascular, pois identifica a quantidade de gordura visceral (gordura que está por dentro).  Esse exame de consultório tem um índice muito alto de acerto, de 96%.  
 
O IMC e a medida de circunferência abdominal oferecem previsões igualmente precisas quando estão acompanhados dos dados adicionais sobre pressão sanguínea, histórico de diabetes e colesterol. Tais dados são obtidos com exames mais complexos que o uso da fita métrica e da balança, que são os instrumentos necessários para cálculo do IMC e da circunferência abdominal.  Eles continuam sendo alternativas para a primeira triagem na avaliação dos riscos cardiovasculares. 

Fonte:  Agência Comunicado