O Teor de Insulina no Sangue


Veja como o teor de insulina no sangue afeta sua saúde.

Teor de insulina no sangue
 

O teor de insulina no sangue podem ser medidos em unidades internacionais, tais como μIU / mL ou na concentração molar, como pmol / L, em que 1 μIU / mL é igual a 6,945 pmol / L.  Um nível sanguíneo normal entre as refeições é 8 -11 μIU / mL (57-79 pmol / L). Estes níveis estão associados com o surgimento da diabetes, que pode ser tratada com Victoza.
 

Transdução de sinal da insulina
 

Proteínas de transporte específico nas membranas celulares permitem que a glicose do sangue entre na célula. Estes transportadores estão, indiretamente, sob o controle da insulina no sangue, em certos tipos de corpo de células (por exemplo, as células musculares). Os baixos níveis de insulina circulante, ou sua ausência, impedem a entrada de glicose nas células (por exemplo, na diabetes de tipo 1). Mais comumente, no entanto, há uma diminuição na sensibilidade das células à insulina (por exemplo, a característica de sensibilidade reduzida à insulina de diabetes do tipo 2), resultando em diminuição da absorção de glicose. Em ambos os casos, há “fome e a perda de peso, por vezes extrema”. Em alguns casos, há um defeito na liberação de insulina pelo pâncreas. De qualquer maneira, o efeito é o mesmo: os níveis elevados de glicose no sangue.

A ativação dos receptores de insulina leva a mecanismos celulares internos que afetam diretamente a absorção de glicose através da regulação da quantidade e do funcionamento das moléculas de proteína na membrana da célula que fazem o transporte de glicose para dentro da célula. Os genes que especificam as proteínas que formam o receptor da insulina na membrana celular foram identificados, como também as estruturas do interior, a seção transmembranar, e a secção de membrana extra de recepção.
 
Henrique Torres