O que você come na gravidez influencia o bebê?


As mulheres grávidas que comem muitos alimentos gordurosos e açucarados durante a gravidez podem estar colocando seus filhos em risco de ter problemas com álcool e problemas com drogas.

 
 
As mulheres grávidas que comem muitos alimentos gordurosos e açucarados durante a gravidez podem estar colocando seus filhos em risco de ter problemas com álcool e problemas com drogas mais tarde na vida, de acordo com estudos em ratos.
 
 
A equipe de pesquisadores foi liderada pela Dra. Nicole Avena. Os três estudos duraram cerca de 3 meses e envolveram de 3 a 4 ratos, e 10 a 12 crias de cada um deles. Durante o curso dos estudos os pesquisadores descobriram que os filhotes dessas ratas que ingeriram dietas ricas em gordura ou açúcar pesavam mais quando eles cresceram e bebiam mais álcool.
 
 
Além disso, os ratos cujas mães foram alimentadas com dietas ricas em açúcar tiveram respostas mais fortes com as drogas que são comumente usadas, como anfetaminas. A Dra. Avena, que é uma neurocientista de pesquisa da Universidade da Flórida, diz: 
 
 
"A maioria das mulheres em todo os EUA em idade fértil estão acima do peso, e isso é provavelmente devido aos excessos dos saborosos alimentos de alto teor de gordura, alimentos ricos em açúcar, que são encontrados em todos os lugares em nossa sociedade”.
 
 
“O aumento da obesidade pré-natal e da obesidade na infância, junto ao aumento do número de jovens que abusam de álcool e drogas, nos faz pensar em todas as possíveis raízes desses problemas crescentes", ela conclui. A obesidade por acarretar em outras doenças, como diabetes (doença que pode ser tratada com Victoza).
 
 
Os filhotes de ratos cujas mães comeram uma das dietas açucaradas não mostraram diferenças nos níveis de triglicérides - gorduras no sangue que podem aumentar os riscos de doenças cardíacas - em comparação com aqueles cujas mães consumiram uma dieta normal contendo 25% de gordura, 50% de carboidratos e 25% proteína, que é a mistura dietética recomendada em seres humanos.
 
 
As ratas grávidas que consumiram dietas ricas em gordura produziram prole com níveis mais elevados de triglicérides. Esses filhotes também bebiam muito mais álcool na idade adulta do que suas contrapartes cujas mães comeram a dieta recomendada normal. Os pesquisadores apontam que estudos anteriores mostraram que comer em excesso alimentos de boa degustação alteram "o sistema de recompensa do cérebro". 
 
 
A Dra. Avena acrescenta: "Nossas descobertas sugerem que até mesmo enquanto [os ratos estão] ainda no útero, a exposição ao alto teor de gordura e alimentos ricos em açúcar podem, além de aumento do peso corporal, levar a uma predisposição a beber álcool e uma sensibilidade às drogas".
 
Henrique Torres