O que é pré-eclâmpsia?


Conheça esta doença que ocorre em uma a cada vinte gestações!

O que é pré-eclâmpsia? 
 
 
A pré-eclâmpsia, também escrita pré-clampsia, é uma condição durante a gravidez, quando há um aumento repentino na pressão arterial, quando há inchaço (edema) e quando há albuminúria (vazamentos de albumina excesso de proteína na urina). O inchaço tende a ocorrer na face, mãos e pés. A pré-eclâmpsia é a complicação mais comum que pode ocorrer durante uma gravidez. Ela geralmente se desenvolve durante o terceiro trimestre e afeta aproximadamente uma em cada 20 gestações.
 
 
As mulheres em sua primeira gravidez têm um risco maior de desenvolver pré-eclâmpsia, assim como os pacientes com diabetes (diabetes pode ser tratada com o medicamento Victoza) e as mães carregando gêmeos. Algumas mulheres têm pré-eclâmpsia em cada gravidez; os especialistas não são certos do por que. Se a pré-eclâmpsia permanece sem tratamento, ela pode desenvolver a eclâmpsia, na eclâmpsia a mãe pode entrar em convulsões, entrar em coma e pode até mesmo morrer. As complicações decorrentes da pré-eclâmpsia são extremamente raras, principalmente se as mães fazem sua consulta pré-natal.
 
 
A pré-eclâmpsia pode ter algumas consequências em longo prazo para o bebê em desenvolvimento. Hipertensão arterial em mulheres grávidas pode afetar as habilidades de pensamento do bebê, que podem durar por muitos anos, segundo os pesquisadores da Universidade de Helsinque, na Finlândia, relataram na revista Neurologia, em outubro de 2012. Se o exercício é bom para as mulheres em risco de pré-eclâmpsia tem sido um assunto controverso por muitos anos. Os Pesquisadores da University of North Carolina em Chapel Hill School of Nursing descobriram que exercícios de alongamento podem ajudar a reduzir o risco de pré-eclâmpsia.
 
Henrique Torres