O que é Encefalite Letárgica?


Veja o que é Encefalite Letárgica, seus sintomas e suas causas!

O que é Encefalite Letárgica?
 
 
Doença encefalite letárgica é uma forma atípica de encefalite. Também conhecida como "doença do sono" (embora diferente da doença do sono transmitida pela mosca tsé-tsé), foi primeiramente descrito pelo neurologista Constantin von Economo em 1917. A doença ataca o cérebro, deixando algumas vítimas como uma estátua, sem palavras e imóvel. Entre 1915 e 1926, uma epidemia de encefalite letárgica foi espalhada ao redor do mundo; desde então não tem sido relatada nenhuma recorrência da epidemia, embora casos isolados continuem a ocorrer.
 
 
Sintomas da Encefalite Letárgica
 
 
Encefalite letárgica é caracterizada por febre alta, dor de garganta, dor de cabeça, letargia, diplopia, atrasada resposta física e mental, inversão do sono e catatonia. Em casos graves, os pacientes podem entrar um estado de coma. Pacientes também podem experimentar movimentos oculares anormais ("crises incomuns"), parkinsonismo, fraqueza da parte superior do corpo, dores musculares, tremores, aspereza no pescoço e alterações no comportamento, incluindo psicose. Klazomania (um tique vocal) às vezes está presente. Parkinsonismo pós-encefalite pode se desenvolver após um surto de encefalite, mais comumente na fase pós-encefalite e muitas vezes após um período de latência de vários anos.
 

Causas da Encefalite Letárgica
 
 
A causa de encefalite letárgica não é conhecida para alguns. Uma pesquisa em 2004 sugere que a doença é devido a uma reação imune. Neste estudo, muitas pessoas com encefalite letárgica tinham experimentado recente faringite. Eles levantaram a hipótese de que a encefalite letárgica é mediada por variações da resposta imune pós-estreptocócica. Há também algumas evidências de uma origem autoimune com anticorpos (IgG) em pacientes com encefalite letárgica. Um estudo mostrou que 95% dos pacientes com encefalite letárgica tinham anticorpos reativos contra antígenos humanos e gânglios basais. Por outro lado, anticorpos reativos contra os gânglios basais foram encontrados em apenas 2-4% dos controles filho e adultos (n = 173, P < 0,0001). Alguns pesquisadores acreditam que novos dados suportam a hipótese de gripe, enquanto outros consideram isso menos provável.
 
 
A droga Zolpidem, comumente usada como um remédio para dormir, foi relatado para ser bem sucedido no tratamento da encefalite letárgica.
 
Henrique Torres