O que Causa a Pedra nos Rins


Baixa ingestão de líquidos, alta ingestão de proteína animal, sódio, açúcares refinados, e mais fatores alimentares podem causar o cálculo renal. Veja detalhes!

O que Causa a Pedra nos Rins 
 
 
Fatores dietéticos que aumentam o risco de formação de pedra incluem a baixa ingestão de líquidos e a alta ingestão de proteína animal, sódio, açúcares refinados, frutose e xarope de milho rico em frutose, oxalato, sumo de toranja, suco de maçã e bebidas de cola.
 
 
A Pedra nos Rins Causada pelo Cálcio
 
 
O cálcio é um componente do tipo mais comum em humanos para causar pedras nos rins. Alguns estudos sugerem que pessoas que tomam cálcio suplementar têm um maior risco de desenvolver pedras nos rins, e esses achados têm sido utilizados como base para definir a ingestão diária recomendada de cálcio em adultos. Na iniciativa da saúde das mulheres, mulheres na pós-menopausa que consumiram 1000 mg de cálcio suplementar e 400 unidades internacionais de vitamina D por dia, durante sete anos, tinham 17% maior risco de desenvolver pedras nos rins do que as mulheres que tomaram placebo. 
 
 
Ao contrário de cálcio suplementar, a alta ingestão de cálcio na dieta não parece causar pedras nos rins e pode realmente proteger contra seu desenvolvimento. Isto é talvez relacionado ao papel do cálcio na vinculação oxalato ingerido no trato gastrointestinal. Como a quantidade de ingestão de cálcio diminui, aumenta a quantidade de oxalato disponível para absorção na corrente sanguínea. Este oxalato é então excretado em quantidades maiores na urina pelos rins. Na verdade, a evidência atual sugere que o consumo de dietas de baixo teor de cálcio está associado a um maior risco para o desenvolvimento de pedras nos rins. 
 
 
Para as pedras sintomáticas, o controle da dor é, geralmente, feito pelo uso de medicamentos antiinflamatórios (como 800 mg de ibuprofeno, 3 vezes por dia) ou opióides.
 
Henrique Torres