O Marketing de Produtos Alimentícios e a Diabetes


Veja as análises de um relatório internacional sobre as propagandas alimentícias e sua relação com a diabetes.

Uma agência constatou que a quantidade de dinheiro gasto em marketing de alimentos para crianças declinou em quase 20 por cento nos anos de 2006 a 2009, com a maior queda na publicidade televisiva. O total gasto em publicidade de alimentos para os jovens em 2009 foi de US $ 1,79 bilhão, segundo o relatório.
 

O relatório, baseado em dados de 48 grandes comerciantes de alimentos e bebidas, também descobriu que os cereais comercializados para crianças de 2 a 11 anos tinham cerca de um grama de açúcar por porção a menos em 2009 do que em 2006 e um pouco mais de grãos inteiros.
 

O Marketing para crianças dos cereais mais açucarados - aqueles com 13 gramas ou mais de açúcar por porção - foi praticamente eliminados entre os anos de 2006 e 2009, de acordo com o relatório.
 

Mas as bebidas comercializados para crianças ainda contém em média mais de 20 gramas de açúcar por porção, segundo o relatório. A maioria das melhorias em bebidas no período de tempo eram nas bebidas vendidas em escolas, segundo o relatório.


O Dr. Blanck disse que estava esperançoso de que vários programas nacionais iniciados nos últimos anos ajudariam a estender as quedas iniciais e modestas da obesidade. Uma iniciativa, chamada “vamos passar!” da Assistência à Criança, iniciado pelo escritório de Michelle Obama, ajuda as creches a servirem alimentos mais saudáveis e incluir atividade física para as crianças ao longo dia.
 

Mudanças nos alimentos que são subsidiadas nas mulheres, bebês e crianças do programa, como menos financiamento para suco de frutas e mais frutas e vegetais, também podem ajudar, disse ela. A obesidade é um problema que pode causar outros, como a diabetes, que pode ser controlada com medicametos como o Victoza.
 
Henrique Torres