O Impacto Psicológico da Infertilidade


A infertilidade possui várias consequências, entre elas algumas psicológicas.

Turismo de fertilidade


Turismo de fertilidade é a prática de viajar para outro país para pesquisar sobre os tratamentos de fertilidade. Pode ser considerada como uma forma de turismo médico. As principais razões para o turismo de fertilidade são os regulamentos legais do procedimento procurado no país de origem ou preço mais baixo. Fertilização in vitro e inseminação de doador são os principais procedimentos envolvidos. Um dos possíveis tratamentos da infertilidade também pode ser feito com o medicamento Gonal.
 

Infertilidade e o Impacto psicológico


As consequências da infertilidade são múltiplas e podem inclusive ter repercussão social e sofrimento pessoal. Avanços em tecnologias de reprodução assistida, como fertilização in vitro, podem oferecer esperança para muitos casais, onde o tratamento está disponível. A medicalização da infertilidade involuntariamente provocou um desrespeito para as respostas emocionais como perda de controle, estigmatização e uma interrupção da trajetória de desenvolvimento da idade adulta.


Infertilidade pode ter efeitos psicológicos profundos. Parceiros podem tornar-se mais ansiosos para engravidar, aumentando a disfunção sexual. Discórdia conjugal desenvolve-se muitas vezes em casais inférteis, especialmente quando eles estão sobre pressão para tomar decisões médicas. Mulheres tentando engravidar muitas vezes têm taxas de depressão clínica similares com as mulheres que têm doenças cardíacas ou câncer. As perdas emocionais criadas por infertilidade incluem a negação da maternidade como um rito de passagem; o sentimento de perda de controle sobre a vida; a dúvida da feminilidade; alteração e, às vezes, amizades perdidas; e, para muitos, a perda de um ambiente religioso, como um sistema de apoio. Estresse emocional e dificuldades conjugais são maiores em casais onde a infertilidade encontra-se com o homem.
 
Henrique Torres