O desafio de superar um mau hábito


Mudar não é fácil, mas quando conseguimos substituir um vício por um comportamento saudável, a vida corre com mais tranquilidade

 Mudar um hábito não é fácil. Envolve determinação e força de vontade. Todos nós temos hábitos arraigados e que precisam ser analisados de quando em quando. Os bons hábitos, como o de praticar atividades físicas, ser pontual, ter atividades de lazer com família, entre tantos outros, devem ser mantidos. Já os maus, como o de beber, por exemplo, precisam ser controlados e, às vezes, simplesmente eliminados.
 
Ingerir bebidas alcoólicas pode ser uma atividade relativamente saudável quando ocorre de forma moderada e em certas ocasiões festivas, em família ou com os amigos. Drinques alcoólicos em demasia, ou pior, dirigir depois de beber, são hábitos temerários e que precisam ser extintos completamente, pois colocam em risco a saúde e o bem estar da própria pessoa, de seus familiares e amigos e ainda das outras pessoas ao redor.
 
O tabagismo é um mau hábito que não deve apenas ser controlado, mas cessado. Mesmo um cigarro por dia faz mal à saúde, comprovadamente. A forma de se conseguir parar pode envolver a diminuição do número de cigarros por um determinado período, até que se consiga parar por completo. Claro que quanto mais cigarros se fuma, maior o dano à saúde. 
 
Os maus hábitos também podem ser maus comportamentos. A pessoa que está sempre de cabeça quente e nervosa, reclamando de tudo e de todos, tem por hábito se deixar levar pelas emoções negativas. Para combater essa rotina de mal estar, vale buscar ajuda psicológica e formas de relaxamento corporal.
 
O primeiro passo para se deixar para trás um hábito ou comportamento que faz mal é a pessoa se conscientizar de que precisa mudar. A partir daí, os objetivos são traçados e conquistados, pouco a pouco. Sem ansiedade ou radicalismos. 
 
Por: AgComunicado