Nova Ferramenta para o Diagnóstico de Esôfago de Barrett


Conheça a pílula que possuí uma câmera para diagnósticos no esôfago e estômago

Nova Ferramenta para o Diagnóstico de Esôfago de Barrett
 
 
Pesquisadores nos Estados Unidos desenvolveram uma câmera de alta tecnologia que os pacientes podem engolir. Ela tira imagens detalhadas do interior do estômago e da garganta (esôfago). Os resultados de um pequeno estudo em 13 pessoas sugerem que o dispositivo pode oferecer um caminho mais rápido, mais barato, mais seguro, e mais confortável para detectar os primeiros sinais de câncer de esôfago do que a endoscopia, procredimento onde uma câmera com uma luz na extremidade de um tubo fino é empurrada para baixo ao esófago, muitas vezes sobre sedação.
 
 
Os investigadores do Wellman Center for Fotomedicina, e o General Hospital de Massachusetts (MGH) da Faculdade de medicina de Harvard, relataram o estudo na edição online de 13 de janeiro de da revista Medicina da Natureza. Para seu estudo os investigadores testaram o dispositivo como uma potencial ferramenta para o esôfago de Barrett, uma condição pré-cancerosa, geralmente causada pela exposição repetida ao ácido do estômago de triagem. Esôfago de Barrett é uma doença na qual há uma mudança anormal nas porção de células no inferior do esôfago.
 
 
Esôfago de Barrett é incomum em mulheres, e as recomendações atuais chamam para triagem endoscópica em homens com azia frequente, crônica e outros sintomas da doença do refluxo gastroesofágico (DRGE). A esperança é que a câmera em forma de cápsula ofereça uma maneira muito mais rápida, mais fácil e mais confortável da triagem para a condição. Uma maneira que não requer um especialista em endoscopia e equipamentos, tornando-a mais acessível como uma ferramenta de rastreio de massa.
 
Henrique Torres