Mulheres que Realizaram a Cirurgia de Obesidade Devem Aguardar para Engravidar


Estudo indica que o risco de complicações durante a gravidez é maior em mulheres obesas.

 Mulheres que Realizaram a Cirurgia de Obesidade Devem Aguardar para Engravidar
 
 
Mulheres que fizeram a cirurgia de perda de peso devem esperar pelo menos um ano para tentar ter um bebê, alertaram alguns especialistas. Ter um bebê após a cirurgia é mais seguro e as mamães podem ter menos complicações do que se ficarem grávidas quando fizeram a cirurgia de obesosidade, dizem os médicos.
 
 
Mas os pacientes ainda devem ser tratados como sendo de alto risco e deve ser "altamente recomendável" à elas para não engravidarem por 12 a 18 meses depois da cirurgia, sugere uma estudo.  A obesidade entre as mulheres em idade fértil deverá subir para 28% até 2015. A obesidade é um problema que pode levar a outros, como a diabetes, que é controlada por medicamentos como o Victoza.
 
 
Diretrizes nacionais recomendam a cirurgia para perda de peso - geralmente feita através de uma banda gástrica - como uma opção para qualquer pessoa com um índice de massa corporal de mais de 40 kg.
A revisão do estudo mais recente, publicada num jornal americano, diz que se tornará cada vez mais comum as mulheres pedirem conselhos aos médicos sobre a segurança de engravidar após a cirurgia bariátrica. Ainda há uma falta de orientação sobre como gerenciar tais pacientes.
 
 
"À luz da atual evidência disponível, gravidez após a cirurgia bariátrica é mais segura, com menos complicações, do que a gravidez em mulheres obesas mórbidas”, disse a Dra. Rahat Khan, obstetra consultora e ginecologista no Princess Alexandra Hospital NHS Trust, em Harlow e coautora do estudo e da revisão em questão.