Mudanças de hábitos garantem saúde e qualidade de vida


Um estudo comprovou que praticar atividades físicas regulares, seguir a dieta mediterrânea, manter o peso e não fumar, diminui os riscos de doenças e garantem longevidade.

Um estudo realizado nos Estados Unidos, comprovou que para ter uma vida saudável e reduzir em até 80% o risco de morte em oito anos, basta adotarmos hábitos como: praticar atividades físicas regulares, seguir a dieta mediterrânea, manter o peso e não fumar. Os resultados da pesquisa foram publicados pelo periódico American Journal of Epidemiology.
 
Os médicos avaliaram por oito anos, 6.229 homens, com idades entre 44 e 84 anos e que não apresentavam nenhum problema cardíaco, no início do estudo.  A equipe de pesquisadores acompanhou o estilo de vida de cada voluntário, avaliando com uma pontuação de 0 a 4, apenas aqueles que seguiam um hábito corretamente, de maneira que, os que não seguiam nenhum hábito, recebiam pontuação zero. Dessa forma, apenas 2% dos participantes receberam uma pontuação máxima. 
 
Segundo o levantamento dos resultados, os voluntários que obtiveram uma pontuação máxima, diminuíram em até 80% o risco de morte por qualquer causa no período dos oitos anos estudados, ao contrário dos voluntários com pontuação mínima, que não apresentaram mudanças na diminuição dos riscos.
 
O que mais chamou atenção dos médicos no estudo, foi que a diminuição do risco de desenvolvimento de doenças cardíacas, se deu principalmente pela ausência do cigarro, ou seja, os voluntários que evitaram o cigarro e os não fumantes analisados nesse período de estudo, apresentaram resultados significativos na redução de doenças coronarianas e dos riscos de mortalidade. O que de fato, também reforçou a ideia de que, parar de fumar promove muitos benefícios ao coração. 
 
As recomendações da Associação Americana do Coração, que orienta a manutenção de uma alimentação saudável, rica em vegetais, frutas, grãos integrais, nozes, castanhas, ômega-3 e um índice de massa corporal menor que 25, se intensificaram após este estudo. Comprovando que a mudança nos hábitos alimentares e no estilo de vida tradicional e sedentário, para um estilo de vida saudável e uma alimentação balanceada, pode garantir a longevidade, a qualidade de vida e reduzir os riscos de doenças.